Parceria Nasf e Senac

0
2200
As atividades do Nasf em parceria com Senac para saúde da população.

A Prefeitura de Bebedouro, por meio do Departamento Municipal de Saúde (DMS) – Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e o Senac Bebedouro realizaram 500 atendimentos, em sete meses. O trabalho é realizado pelos alunos do curso Técnico em Enfermagem, sob a supervisão dos docentes, no centro de convivência do Nasf. As pessoas podem aferir pressão, batimentos cardíacos e peso – antes e após as atividades físicas, como forma de garantir o bem estar e a qualidade de vida. Além de acompanhar os indicadores básicos da saúde, o paciente recebe orientações sobre a frequência com que vai ao médico, assim consegue saber se houve uma redução na ingestão de remédios e no número de consultas ao longo do ano. Para os alunos do Senac, entre as vantagens está a chance de trabalhar com projetos, podendo identificar a necessidade da comunidade e propor soluções viáveis aos problemas, o que os torna agentes principais do próprio aprendizado.
O gerente da unidade de Bebedouro, Luís Antônio de Lima, explica que esse projeto é uma oportunidade que o aluno tem de criar referência de trabalho.
Marcelo Castro, educador físico do Nasf, vê no projeto uma alta adesão da comunidade: “Desde que a ação foi apresentada, as pessoas sempre comparecem aos atendimentos. Elas se acostumaram com a ideia de manter a saúde em dia e ter acompanhamento profissional”.
Desde agosto, os alunos do curso Técnico de Informática do Senac Bebedouro desenvolveram um aplicativo que funciona como um prontuário eletrônico dos atendimentos. A intenção é que todos os cursos técnicos do Senac atuem no Nasf, como parte do projeto integrador. Um dos primeiros benefícios dessa expansão é a reforma e adequação de uma sala para os atendimentos, que deverá ser realizada pelo curso Técnico em Meio Ambiente. Os alunos do Técnico em Enfermagem estão desenvolvendo uma cartilha sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis para atingir todas as idades. O material também incluirá informações sobre diabetes e hipertensão arterial, com linguagem simples e didática.

(…)

Leia mais na edição nº 10317, de 29 e 30 de setembro e 1º de outubro de 2018.