Bebedouro despede-se de Maria Inês Lino

Querida por todos, sempre esbanjou alegria. A professora deixa filhas e muitos amigos, após perder nova luta contra o cân"er.

0
212

Faleceu na noite segunda-feira (12), no Hospital São Judas, em Barretos, Maria Inês dos Santos Lino, 64.

Batalhadora, Maria Inês também era conhecida pela alegria com que levava a vida. Companheira, amiga, mãe, filha, irmã, eram algumas das características, mencionadas por aqueles que tiveram o privilégio de tê-la por perto.

Maria Inês foi diagnosticada pela primeira vez, com câncer de mama, em agosto de 2004, onde deu início à sua primeira luta contra a doença.

Em maio de 2013, em entrevista a Gazeta, relatou como descobriu e superou o período: “Fui tomar banho e percebi que tinha algo estranho com minha mama. Fui ao médico e ele me pediu que fizesse alguns exames. Sabia que tinha algo errado, mas jamais pensei que fosse câncer. Quando o médico me comunicou esbocei um “é?”… Ele me repreendeu, dizendo ‘Não estamos brincando, você tem um tumor de três centímetros, precisa fazer quimioterapia, seu cabelo vai cair e você vai ter que tirar o seio”.

Maria Inês submeteu-se a mastectomia e na ocasião comentou: “…Foram retirados seis tumores benignos e dois malignos. O choque é terrível, ninguém espera um diagnóstico como esse. Fui a primeira da minha família diagnosticada com câncer, tive muito medo de morrer, mas contei com o apoio da minha família e dos meus amigos, para seguir em frente”.

Em junho de 2018, descobriu que o câncer havia voltado, travando novamente, outra luta contra a doença.

Já fazendo uso de inúmeros medicamentos, em outubro deste ano, sofreu um AVC (Aneurisma Vascular Cerebral), foi para Barretos, voltou para casa, dando sequência ao tratamento contra o câncer, que lhe tirou a vida na noite de segunda-feira (12).

Antes da partida, orações eram manifestadas pelas redes sociais, assim como inúmeras homenagens logo após a notícia de seu falecimento.

Mãe de Renata e Márcia, a professora era natural de São Paulo, filha de Apparecida dos Santos e José Lino Filho.

Com a presença de muitos amigos e muita emoção, Maria Inês, foi sepultada no início da tarde de terça-feira (13), no cemitério São João Batista.

A Gazeta se solidariza com os familiares.

(…)

Publicado na edição nº 10335, de 15 a 19 de novembro de 2018.