Bebedouro inovando

0
198

Fernando Galvão Moura

Enquanto a maioria das cidades brasileiras estão entregues à crise, Bebedouro tem resistido. Apesar das tentativas, sem sucesso, de um grupo político em rotular nossa cidade sempre pelo lado negativo, assistimos inovações, conquistas históricas e novos investimentos. O bem tem prevalecido. O trabalho e a dedicação de todos tem demonstrado resultados muito positivos.
Três importantes e recentes inovações em gestão pública que tem trazido grande destaque para nossa cidade.
O projeto “Ecoparque”, da Prefeitura Municipal de Bebedouro, foi considerado um dos melhores projetos em gestão pública do Estado de São Paulo. Ficou entre os dez finalistas do prêmio “Mário Covas”. Idealizado pelo professor de Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Educação, Murillo Montemor, o projeto tem como objetivo o reaproveitamento de pneus e de outros materiais, a fim de criar experiências, exercitar habilidades, estimular a criatividade das nossas crianças na construção de um parque totalmente diferente dos demais. Vários materiais deixam de ser geradores de poluição, doenças e acumuladores de água e passam a ser utilizados em inúmeras atividades pedagógicas envolvendo alunos, professores, funcionários e até pais. Entre elas, a ética, valores, respeito a todos os seres vivos e elementos da natureza, estudo de campo e brincadeiras. Os pequenos aprendem sobre a origem e o destino dos materiais, realizam pesquisas, descobrem que tipos e tamanhos de pneus podem ser utilizados, os cuidados que todos devem ter para não acumular água nos pneus, nem degradar no meio ambiente. Na medida em que as atividades são desenvolvidas, o parque recebe hortas, pomar, espaços diferenciados para leitura, tanques de areia, brinquedos, vasos, circuitos, entre outros atrativos. De forma lúdica, integrada e multidisciplinar, os alunos passam a valorizar e respeitar o meio ambiente. Sucesso total.
Na luta contra a dengue, Bebedouro vira referência. Larvicida biológico, mudas e sementes de crotalária, vales-prêmios, mutirões, tudo vira arma contra o mosquito Aedes aegypti. A Prefeitura e seus parceiros prepararam uma série de medidas contra a dengue e o resultado impressiona – redução drástica nos casos da doença nos primeiros meses do ano. De 1290 para 5 casos. Especialistas de inúmeras cidades do país tem visitado Bebedouro para discutir as ações de sucesso da Prefeitura no combate à dengue. Com epidemias espalhadas pelo Brasil, prefeitos, secretários municipais e técnicos de saúde pública, compartilham a experiência positiva de Bebedouro. Adotamos um larvicida composto por bactérias Bacillus thuringiensis israelensis (BTI), um bacilo natural, homologado pela Anvisa e que não agride o meio ambiente. O bacilo extingue larvas do mosquito em cerca de 24 horas. Agradecemos a grande parceria da Coopercitrus e Credicitrus nestas importantes ações de conscientização e combate a dengue, através da doação do bacilo e da campanha que premia moradores conscientes.
Dentre as diversas ações, programas e projetos educacionais desenvolvidos em nosso município, temos a EJA (Educação de Jovens e Adultos), que lançou, recentemente, uma publicação. Algo inovador na educação deste país. “Quero falar de uma coisa” é uma coletânea de histórias de vida de alunos e alunas da EJA de Bebedouro, SP, compiladas pelo jovem jornalista Miguel Quessada, que descobre talentos escondidos. Histórias, passagens, experiências, conselhos, registros, angústias, medos, superação, lágrimas, sorrisos… enfim, um verdadeiro manual de como superar as dificuldades, estimular talentos e viver intensamente. Imagine você: vinte e dois alunos de um curso de alfabetização, a maioria já na melhor idade, alguns com mais de oitenta anos que nunca tinham sentado num banco escolar, tornam-se autores de um livro, viram escritores, viram protagonistas de um projeto diferente e inovador. Quantos professores, doutores, profissionais de diversas áreas nunca publicaram um livro. Nossos alunos da EJA já publicaram sua primeira obra. E aguardem outras, pois dedicação e esforço não faltam para estes experientes escritores e exemplos para o Brasil.
Além das inovações acima, as conquistas do novo Hospital, o Poupatempo, a Fatec, o Senac, tratamento de esgoto, novos ônibus, terminal central, segunda fase do lago, novas empresas, também merecem destaque neste momento de enfrentamento da crise.
Uma cidade formada por instituições, empresas e pessoas de bem só podem dar bons resultados. As tentativas frustradas de alguns, sempre os mesmos, de politizarem tudo e todos pelo lado negativo, tem provado que a cidade está muito acima de interesses escusos e vai continuar inovando.
Parabéns Bebedouro. Parabéns bebedourenses!
(Colaboração de Fernando Galvão Moura, Prefeito de Bebedouro).

Publicado na edição nº 9956, de 3 e 4 de março de 2016.