Como escolher um candidato a prefeito

0
276

Dicas para os eleitores indecisos sobre o voto que darão para o cargo mais importante da cidade.

Amigos nas redes sociais e até na feira livre de domingo me param para perguntar como escolher o candidato a prefeito. Confesso que a decisão não é das mais fáceis, principalmente numa cidade onde há cinco opções: Fernando Galvão (DEM), Gustavo Spido (PV), Hélio Bastos (PDT), Italiano (PTB) e Silvio Seixas (PP).
Num ponto, Bebedouro está de parabéns porque manteve a tradição de realização de diversos debates. Isto ajuda os eleitores fazerem a escolha. Mas nem todos tiveram a oportunidade de assistir, por isto, coloco umas sugestões.
Primeira coisa a checar é o passado do candidato. Deve-se checar se ele é alvo de processos judiciais, principalmente aqueles referentes a administração de verbas. Também é vital verificar se ele é um bom administrador. Quem não consegue gerir os próprios negócios não tem condições de administrar os recursos públicos.
Outra coisa importante é checar quais são os candidatos a vereador de sua chapa. Se ele aceita uma pessoa com passado sujo, vai também aceitar qualquer um na assessoria quando for eleito.
Tem de se verificar se o candidato a prefeito tem liderança. Ser chefe é muito fácil porque é só mandar. Mas um líder consegue motivar a equipe e faz com que todos fiquem contagiados por suas ideias.
Faltam poucos programas eleitorais para serem exibidos, mas é outra forma de escolher o candidato certo. Verifique se ele gasta o tempo para falar das propostas ou prefere apenas atacar os adversários. Pode-se apontar erros, mas baixaria é sinal de político que faz tudo para chegar ao poder.
Acho que no fundo, tudo o que eu disse já está na cabeça de muitos moradores de Bebedouro. Desde 2000, quando surgiu o direito de reeleição, nenhum prefeito conquistou dois mandatos. O eleitorado aqui é muito crítico, calejado por tantas experiências políticas ruins. E deve continuar assim, até que a cidade melhore.

(Colaboração de Marco Antônio dos Santos, jornalista).

 

Publicado na edição n° 9454, dos dias 25 e 26 de setembro de 2012.