Concreto, depois da água, o material mais consumido pelos seres humanos

Paulo Camargo

0
54

Quando se fala “Consumido pelos humanos” dá-se a impressão que humanos o comeram. Mas não, os humanos consomem o concreto construindo suas casas. Em média, para cada ser humano são produzidos por ano, 3 toneladas de concreto.
Desde a antiguidade, a construção é símbolo de poder e realização. Logo nos vem à memória as pirâmides Egípcias, a muralha da China, o edifico Empire State, o canal do Panamá. Todas obras magníficas que foram desafios de engenharia para ninguém botar defeito.
O concreto, que normalmente é uma mistura de pedra, areia, aglomerantes e água, já era utilizado de certa forma, centenas de anos antes de nossa era Cristã. Na verdade, podemos dizer que o Concreto, tal como o conhecemos hoje, é uma evolução de milhares de anos ou até milhões de anos se considerarmos que as rochas sedimentares são concretos endurecidos produzidos pela natureza.
Modernamente, o concreto que conhecemos é uma mistura de agregados finos e médios com o cimento e água. O cimento reage com a adição de água na mistura dos ingredientes e acaba virando uma espécie de rocha muito resistente. Este cimento, que usamos atualmente, nasceu de uma patente inglesa lá pelos anos de 1824, por um cara chamado Joseph Aspdin, que o batizou de Cimento Portland, por ser produzido na cidade de mesmo nome.
Em 1850, um francês de nome Lambot começou as experiências de introdução de armaduras no concreto, imagine que até canoa ele fez em suas experiências. De lá para cá, a humanidade usa e abusa do concreto armado. Grandes estruturas foram desenvolvidas e lindas obras foram construídas.
Mas veja agora algumas curiosidades do concreto:
-Você sabia que a água misturada no concreto o deixa bem molinho e bem FRAQUINHO?
Pois é, a água acima da quantidade correta, enfraquece o concreto.
– Você sabia que excesso de armaduras no concreto armado pode causar desabamento iminente?
O quê?? Pois é, as estruturas superarmadas, se estiverem subdimensionadas, na maioria das vezes, não apresentam deformações e não avisam que vão cair. Simplesmente caem. Meu Deus!
-Você sabia que excesso de cimento no concreto pode enfraquecê-lo?
É, para se fazer um concreto de certa resistência, existem traços previamente estudados, tudo que for a mais ou a menos prejudica a resistência. Vejo nos canteiros de obras as pessoas abusando destas quantidades.
Por essas e outras, não economize no projeto e no profissional que irá acompanhar sua obra. Um profissional qualificado pode trazer mais de 15% de economia para qualquer obra e executá-la dentro das melhores normas existentes.

(Colaboração de Paulo Camargo, engenheiro civil e sub-diretor municipal de obras.)

 

Publicado na edição nº 10461, de 5 a 7 de fevereiro de 2020.