Indústria e citricultores discutem problemas do setor em Brasília

0
205

Aconteceu na manhã de quarta-feira (30), em Brasília, reunião entre os citricultores e a indústria, para discutir os problemas do setor da laranja. O presidente da Associtrus, Flávio Viegas, explica que apesar de não ter chegado a nenhuma decisão, a reunião foi importante para construir propostas encaminhadas para a indústria e para o Ministério da Agricultura. “As propostas encaminhadas tanto para a indústria como para o Governo vão ser analisadas e discutidas na próxima reunião (que ainda vai ser definida)”, conta Viegas, que durante a reunião questionou Christian Lohbauer, presidente da CitrusBR: “quantas caixas de laranjas elas (as indústrias) vão deixar nos pomares na Flórida e quanto elas pagaram? Eu sei a resposta. Eles não vão deixar nenhuma caixa de laranja (no pé) e pagaram no mínimo, U$ 14 por caixa”. A indústria informa que está analisando as propostas.

Propostas da indústria
Durante coletiva de imprensa promovida pela CitrusBr, na segunda-feira (28), Christian Lohbauer divulgou que iria sugerir duas propostas. A criação de política entre o setor produtivo e o governo para ampliar o consumo de laranja no mercado interno, com a contrapartida das companhias do setor de ampliar o processamento. A outra saída apresentada pela indústria seria a prorrogação da Linha Especial de Crédito (LEC), que segundo a entidade, em 2012/2013 só seria disponibilizada pelo Governo para manutenção dos estoques. O governo teria de encontrar uma saída com os produtores para escoar a fruta excedente.
 
Publicado na edição n°9408 dos dias 2, 3 e 4 de junho de 2012.