Mais de um século de história viva

“Esse mundo é muito bom, mas é preciso saber viver nele”

0
150
(Gazeta)

Aos 103 anos, o ex-fazendeiro Jaime Lopes de Oliveira é memória viva de Bebedouro, recordando-se de detalhes da Bebedouro do passado, que lhe traz tanta saudade. Também filho de fazendeiro, casou-se aos 28 anos com Inês da Silva Lopes, que muito amava, e seguiu na zona rural, onde criou seus três filhos.
Com saúde de ferro e memória de ouro, o idoso conta de sua infância na fazenda, das festas de São João e da vida simples que levava na época. Hoje, passa os dias descansando, relembrando o passado e deseja para o futuro, um mundo mais tranquilo e saúde para viver ainda mais.
Com imenso prazer, através desta publicação, a Gazeta homenageia este bebedourense ilustre, contando um pouco de sua história, que funde-se com a história de Bebedouro, cidade em que nasceu, ama e vive.

Centenário – Acompanhado da filha Maria Helena, o senhor Jaime Lopes, aos 103 anos, conta um pouco de sua história e o que mudou em Bebedouro em cem anos. (Gazeta)

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

 

Publicado na edição nº 10498, de 4 a 7 de julho de 2020.