Morre aos 82 anos, Ana Botechia

0
150

Membro ativo da igreja católica, Ana teria falecido defronte à capela de Nossa Senhora de Lourdes, da Santa Casa.

Faleceu na madrugada de sábado (7), aos 82 anos, Ana Botechia. Natural de Limeira, e residindo em Bebedouro desde 1968, era conhecida por sua participação ativa nas ações da igreja católica na cidade. O filho Edimilson Botechia, em entrevista a Gazeta, conta da trajetória da mãe.
“Ela estava em casa, minha tia de Limeira estava com ela, e quando minha mãe começou a passar mal, as duas foram a pé para a Santa Casa, que é perto da casa dela”, conta Edimilson. Segundo ele, a mãe cuidava da capela Nossa Senhora de Lourdes, do hospital, “E quando elas passavam em frente à capela, minha mãe caiu”. Apesar das tentativas para reanimá-la, Ana faleceu às 2h45.
Edimilson conta que a mãe tinha ligação forte com a igreja católica. “Desde 1970 (depois que a família se mudou para Bebedouro), ela participa da igreja. Era bem ativa e disposta”, e continua, “Rezava o terço das 18h, aos domingos, na Rádio Bebedouro, e conduzia a programação de feriados religiosos. Faria a de Corpus Christi, inclusive”, conta.
Ana e o esposo, pai de Edmilson, falecido em 1985, ajudaram a construir o salão paroquial do Jd. Ciranda, sendo atualmente a capela Cristo Rei. “Quando começaram as reuniões de comunidade, eram feitas na Casa da Criança. Emprestávamos cadeiras dos vizinhos para fazer as reuniões do salão”, lembra.
Ana Botechia tinha o costume de frequentar as missas do meio-dia da Matriz de São João Batista, segundo Edimilson, afirmando que a mãe também pertencia à paróquia Nossa Senhora Aparecida e frequentava a capela de Santa Terezinha.
Ana Botechia deixa os filhos Edimilson, Wagner e Drauzio. Seu corpo foi sepultado no sábado às 17h, com missa de corpo presente celebrada às 15h, na capela Nossa Senhora de Lourdes, na Santa Casa.

Publicado na edição nº 9984, de 12 e 13 de maio de 2016.