Química boa

0
133
Sintonia total – Renato Góes e Júlia Dalavia são os protagonistas de ‘Órfãos da Terra’, novela das seis da Globo e, juntos, apresentam química total em cena, assim como todo o elenco bem escalado da produção. (Paulo Belote- Rede Globo)

Todos os aplausos para a equipe de ‘Órfãos da Terra’ novela das seis da Globo, estreada no começo do mês. A escalação do elenco está perfeita, todos os casais estão em sintonia. Mas não somente os casais estão se entendendo bem quimicamente falando, todos os personagens são bem desenvolvidos e estão em pleno acordo com seus respectivos papéis e parceiros de cena.

Química boa 2
O casal protagonista Laila e Jamil vividos respectivamente por Júlia Dalavia e Renato Góes são os que mais se destacam. A trama, que tem como plano de fundo os costumes sírios, lembram outras tramas de amores impossíveis da Globo, como ‘Caminho das Índias’ e ‘O Clone’. Voltando para a química, a mocinha Laila se entende bem até com Bruno, papel de Rodrigo Simas, personagem que irá disputar o coração dela com Jamil.

Química boa 3
Até os vilões da trama têm química. Herson Capri está em um ótimo momento na televisão, apesar de já ter feito dezenas de papéis. O veterano dá vida a Aziz e está defendendo muito bem seu posto de vilão com costumes antigos, a temática da novela proporciona isso. A jovem Alice Wegmann, filha do vilão, também dá vida a uma personagem mau-caráter e tem mostrado versatilidade para interpretar sua primeira vilã em novelas. A parceria dela com Letícia Sabatella, sua mãe na trama, também está rendendo boas cenas.

Túnel do Tempo
Como é bom apreciar novelas antigas, ver como as narrativas eram construídas e até mesmo perceber como o modo de edição e de agilidade foram mudando ao longo do tempo no jeito de contar e transmitir uma história ao público. O canal Viva, canal pago da Globo, exibe a programação antiga da emissora e, atualmente, está com reprises de três novelas da década de 90 e começo dos anos 2000, são elas: ‘O Cravo e a Rosa’, ‘Porto dos Milagres’ e ‘Terra Nostra’.

Túnel do Tempo 2
Apesar de não serem títulos tão antigos assim, dá para notar grande diferença nas narrativas das obras exibidas pelo Viva e as que são atualmente transmitidas pela Globo. Ao assistir ‘Terra Nostra’ é impressionante como Benedito Ruy Barbosa construiu uma obra de arte e também vale a pena ver a ótima atuação de Ana Paula Arósio e perceber ainda mais a falta que ela faz nas novelas. ‘O Cravo e a Rosa’ mostra como Walcyr Carrasco desde sempre, consegue prender o público com suas histórias e ‘Porto dos Milagres’ é a prova de que Aguinaldo Silva errou a mão feio na atual ‘O Sétimo Guardião’.

Parceiros de novo
Adriana Esteves e Chay Suede fizeram par romântico em ‘Segundo Sol’, trama de João Emanuel Carneiro que terminou no ano passado. Agora, os dois estão escalados para serem mãe e filho em ‘Amor de Mãe’, novela de Manuela Dias que tem estreia prevista para novembro, após ‘A Dona do Pedaço’ que por sua vez substitui ‘O Sétimo Guardião’ em maio.

Novas mídias
Sempre é bom encontrar novas maneiras de se informar. O importante é não deixar os tradicionais de lado. Entretanto, é inegável que a maneira como as pessoas estão consumindo informação está mudando. Pensando nisso, o Nexo Jornal, que faz jornalismo independente, em parceria com o Spotify produz todo fim de tarde, de segunda a quinta, o ‘Durma com Essa’, podcast de notícias do Nexo.

Novas mídias 2
O ‘Durma com Essa’ traz aos ouvintes um tema por programa, sempre com menos de 10 minutos, com um assunto que foi destaque no dia e que podem continuar ecoando por ai. Entre os programas mais bem produzidos pelo jornal nesses últimos tempos foi o caso da tragédia na escola de Susano em São Paulo, o crime da Vale em Bumadinho e também as mortes causadas pelas chuvas em São Paulo e no Rio e Janeiro. Quem ainda não ouve, a indicação vale a pena.

Coisa mais linda
A série brasileira da Netflix ‘Coisa mais linda’ realmente é uma coisa mais linda. A série que se passa na década de 50 no Rio de Janeiro, mostra como as mulheres lutavam para conquistar alguns dos direitos e, muitas vezes, nos mostra que a desvalorização já existia e que hoje muita coisa mudou, mas o preconceito continua igual.

Coisa mais linda 2
História à parte, é preciso ressaltar o talento de Maria Casadevall, uma das protagonistas da série. Ao lado de Pathy de Jesus e Fernanda Vasconsellos, a atriz mostra toda sua versatilidade e tudo fica ainda mais perfeito com os detalhes cênicos. Figurinos, sonoplastia e fotografia deixam tudo alinhado para o público entender o cenário em que a série se passa. A Netflix, inclusive, se aproxima bastante de uma novela da Globo com esta produção, o elenco, claro, vem de lá e a direção encosta quase que imperceptivelmente nas produções globais. Vale a pena.

(…)

Publicado na edição 10388, de 19 a 23 de abril de 2019.