Tribunal de Justiça determina e município corta “benefício de esposas”

Segundo diretor de Recursos Humanos, ‘Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores Públicos’ está em fase conclusiva para ser encaminhado ao prefeito.

0
32

A partir de julho, os 174 servidores públicos municipais de Bebedouro, com cônjuges ou companheiras que não exercem atividade renumerada, deixarão de receber o pagamento do benefício salário-esposa, considerado inconstitucional, por unanimidade, pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição 10.578 de 15 a 18 de maio de 2021.