UPA de Bebedouro atende 14 mil pacientes ao mês, enquanto a de Barretos, cinco mil/mês

Gestor técnico das unidades afirma que é um comparativo simples e óbvio, pois o contrato da UPA de Barretos é menor, tanto pelo número de atendimentos, médicos e serviços prestados.

0
403

Para esclarecer as inúmeras dúvidas geradas pelo vereador José Baptista de Carvalho Neto (SD), o Chanel, em várias sessões da Câmara, sobre os serviços prestados à população pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Bebedouro e Barretos, geridas pela Associação Mahatma Gandhi, de Catanduva, a Gazeta, com exclusividade, conversou com o gestor técnico, de ambas as unidades, o enfermeiro Giovani de Carvalho Silva, que detalha as diferenças e igualdade dos contratos.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição nº 10435, de 12 a 15 de outubro de 2019.