50 Faces de Poesia

0
182
50 poesias - O jovem Julien Mutton, 17, lança seu livro, ‘50 Faces de Poesia’, prometendo reflexão e provocação ao leitor.

Nunca é cedo ou tarde demais para sonhar, nem para escrever. Que o diga o jovem Julien Mutton, 17, que resolveu lançar um livro de poesias. Intitulado ‘50 Faces de Poesia’, a ideia do escritor é a de que “cada poema é uma face ou uma expressão”.

A coluna ‘O Que Você Está Lendo?’ desta edição traz, mais uma vez, o ponto de vista do autor, que fala animado sobre sua obra e suas peculiaridades. Mas, de onde vem a ideia e a inspiração na mente de um jovem de 17 anos para colocar tanto sentimento nestes 50 poemas?

Mutton conta que consegue escrever em picos aleatórios de inspiração: “Tem dias que escrevo três poemas, em outros escrevo apenas um. Mas, no geral, escrevo quando me deparo com uma ideia interessante para criar um poema. A ideia do poema ‘Virar adubo’, por exemplo, veio quando estava na aula de biologia e meu professor disse que quando morresse queria que suas cinzas fossem jogadas na plantação de tomate, achei a ideia genial, pois remetia ao ciclo da natureza e comecei a escrever sobre. Qualquer coisa pode me inspirar, como filosofia, ciência e crises existenciais. Tudo pode ter potencial de ser transformado em poesia”, argumenta o escritor.

Apesar dos lampejos aleatórios de inspiração, Mutton escrevia e guardava seus poemas, mas não pensava e nem tinha fixa a ideia de publicar um livro: “Acho que o sonho até existia, mas era distante e hoje se realizou. A ideia, na verdade, veio da minha avó, Solange Mutton. Eu tinha vários poemas e ela me perguntou por que não organizar tudo e fazer um livro? Gostei da ideia e pensamos que todo o dinheiro arrecadado poderia ser doado para o Educandário de Bebedouro”.

O escritor conta do processo para seus poemas serem colocados em formato literário e virar, finalmente, um livro: “Foi o padrão da criação de um livro, basicamente juntei os poemas e formatei. Depois, entrou o processo de direitos autorais e registros e, por fim, fomos atrás da capa e uma gráfica para imprimir os exemplares”.

Toda esta inspiração, que o autor diz surgir em picos aleatórios, tem uma fonte. Como sempre, o amor. Afinal, foi por conta da namorada Carolina que Mutton começou a escrever: “Ela havia escrito poemas incríveis quando tinha 13 anos, sempre tive vontade de escrever, mas era algo muito distante para mim. Ao ver os poemas dela me aproximei deste mundo e comecei a tentar. No fim, gostei bastante. Isto aconteceu faz menos de um ano e venho escrevendo de pouquinho em pouquinho”. Por conta desta fonte inspiradora, Mutton revela que tem um poema favorito dentre os 50 publicados: “O ‘Verdadeiro Amor’ é o meu escolhido, trata-se de uma declaração de amor para Carolina”.

O autor revela também sua surpresa com a quantidade de pessoas no lançamento do livro, em reunião organizada pela família, no Bebedouro Clube: “Foi uma experiência nova para mim, não esperava tanta gente. Foi divertido e fiquei muito grato por todos que foram”, diz agradecido.

Atualmente, Mutton estuda e pretende formar-se em ciências de dados: “Mesmo assim, quero manter o hábito de escrever e, futuramente, pretendo lançar mais livros de poesia e, quem sabe, uma prosa”.

‘50 Faces de Poesia’ propõe a reflexão e tem a promessa de provocar no leitor uma variedade de sentimentos. O e-book está disponível na Amazon e, a versão física pode ser adquirida com o autor: “Existem apenas alguns exemplares, então, quem quiser pode entrar em contato comigo pelo meu e-mail: [email protected]”, finaliza.

Publicado na edição 10.690, de quarta a sexta-feira, 10 a 12 de agosto de 2022.