Abdul Messias Habib morre aos 89 anos

0
325

Após período de saúde debilitada, parada cardíaca leva pioneiro profissional da cidade.

Falece aos 89 anos, Abdul Messias Habib, um dos pioneiros em engenharia agronômica em Bebedouro. Habib sofreu parada cardíaca no Hospital Unimed, após breve internação.
Dentre suas especializações, o conhecido senhor da elite rural de Bebedouro, foi engenheiro agrônomo da Casa da Agricultura, onde se aposentou em 1994, aos 70 anos, quando perdeu a esposa, professora Ignez Trondi Siqueira Habib, com quem manteve um casamento harmônico e feliz. Tiveram duas filhas, Maria Inês (in memoriam) e Maria Helena.
Habib deixa seis netos e duas bisnetas, uma ainda a caminho.
Um dos primeiros a investir e defender a cafeicultura e depois a citricultura na cidade, quando iniciou exportações de laranja in natura para o Porto de Santos, ainda na década de 60. Filho de Jorge Habib, ambos foram incentivadores do cooperativismo na antiga “Cooperzobe”, base da formação da Coopercitrus.
“Meu pai era um homem excelente, em todas suas funções, como pai, avô, bisavô, marido e profissional. Sempre amou Bebedouro, nunca quis sair da cidade e já sentimos muito a sua falta”, emociona-se Maria Helena Habib Silva.
Ainda de acordo com os relatos da filha, sr. Messias não se queixava de sua fragilidade física e seguia bem.
“Tenho certeza que está em paz, e é a paz que peço a Jesus para nossos corações órfãos. Que bom que temos família e amigos queridos e agradeço a todos pelas manifestações de solidariedade”, diz.
Depois de velado, seu corpo foi sepultado na manhã de sábado (1°), no Cemitério São João Batista.
Aos familiares, a Gazeta presta condolências.

In memoriam – Pioneiro do agronegócio bebedourense morre aos 89 anos.

Publicado na edição nº 9654, dos dias 4 e 5 de fevereiro de 2014.