Ação Social

0
147

Funcionários do Senac auxiliarão pessoas analfabetas, analfabetas funcionais ou com dificuldades de compreensão e expressão a escreverem e lerem cartas, em 1º de setembro, sábado, gratuitamente. O projeto, denominado Escribas de Cartas, é uma ação social da instituição em parceria com a casa de idosos Vila Beato Contarde Ferrini (Vila Vicentina).
A iniciativa ocorrerá na Praça Monsenhor Aristides da Silveira Leite, das 9 às 13 horas. O objetivo é ajudar todos aqueles que apresentam pouco ou nenhum conhecimento da língua portuguesa, facilitando o contato com familiares e amigos ou até mesmo a resolução de problemas.
Segundo Rose Mary de Carvalho, monitora de educação profissional da unidade, que idealizou a ação, a oportunidade é uma maneira de trazer, por meio das palavras, pessoas que estão longe para perto. “A carta aproxima, aconchega e traz esperança. Ajudar aqueles que têm dificuldades de aprendizagem é uma grande satisfação”, diz. Os funcionários do Senac que participarão do projeto se ofereceram para auxiliar na causa voluntariamente.
As taxas de analfabetismo no Brasil são expressivas. Dados do Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf) revelam que 75% das pessoas, entre 15 e 64 anos, no país, não sabem ler e escrever plenamente – esse número inclui os 68% considerados analfabetos funcionais e os 7% considerados analfabetos absolutos. No mundo, as estimativas apontam mais de 960 milhões de adultos analfabetos.
No dia da ação, voluntários da área de enfermagem da unidade Bebedouro também estarão presentes para aferir pressão arterial e orientar as pessoas sobre os cuidados com a saúde. Os serviços são gratuitos.

Responsabilidade Social

Evento em 2012.

O projeto Universo Bem Me Quer do ICDH (Instituto de Compromisso com o Desenvolvimento Humano), em parceria com a ABA (Associação Amigos Barretenses dos Animais), está realizando uma feira de adoção de animais de estimação, no Rancho do Peãozinho, durante a 57ª Festa de Peão de Boiadeiro de Barretos.
As famílias que quiserem oferecer um lar, amor e carinho aos animaizinhos podem visitar o Rancho do Peãozinho, das 9h às 17h, até domingo (26) e adotar um cãozinho gratuitamente. Para adotar basta ser maior de 18 anos ou estar acompanhado dos pais, apresentar o RG e assinar o termo de responsabilidade, se comprometendo em oferecer condições de vida ideais ao bichinho.
De acordo com a Presidente da ABA, Bruna Pupo, antes da adoção a família passa por uma breve entrevista para informar se tem condições de oferecer espaço para o animal brincar, boa alimentação, acompanhamento de um veterinário, entre outras necessidades básicas. “Depois de alguns meses da adoção, a família recebe uma visita surpresa de nossa Assistente Social que verifica se o animal está sendo bem cuidado. Caso esteja sofrendo maus tratos o animal é retirado da família”, informa Bruna.
A presidente destaca ainda que o objetivo dessa ação é proporcionar aos cãezinhos abandonados um lar onde eles possam ser bem cuidados e amados. “Além disso, nossa meta é também conscientizar a população de que a castração é o único método para diminuir o índice de abandono”, afirma. A ABA tem estrutura física para abrigar 120 animais, mas acolhe 200 bichinhos e precisa incentivar a adoção.
Essa é uma ação da campanha “Toda vida tem o Mesmo valor. Respeite os animais!” promovida pelo Universo Bem me Quer, com o apoio da Ambev Recicla, Senac, Minerva, Os Independentes, Santarena e Só Lixeiras.

 

(…)
Leia mais na edição n° 9442, dos dias 25, 26 e 27 de agosto de 2012.