Após tentativa de assalto, policial fica ferido e dois bandidos morrem

Coincidências à parte, Operação da PM acontece um dia após a troca de tiros, no Jd."Ciranda.

0
217

Na tarde de sexta-feira (14), a Polícia Militar deflagrou mais uma etapa da Operação Ômega, que tem como objetivo prevenir tentativas de roubo. Cerca de 20 homens e 10 viaturas foram deslocados para diversos pontos da cidade.
Em conversa com o capitão Flávio Mira D’Arbo, novamente, ele afirmou que a operação já estava programada e desvinculou qualquer relação com o episódio da troca de tiros da noite anterior, no Jd. Ciranda, cuja ocorrência resultou na morte de dois bandidos e um policial ficou ferido.
O capitão explica ainda que a troca de tiros só aconteceu em função da ação dos suspeitos: “Quem define se haverá ou não uso de arma de fogo é o infrator da lei. Se eles colocarem o policial ou a sociedade em risco de morte, a utilização da arma de fogo será necessária”, e diz que a intenção das operações não é a busca pela ocorrência e, sim, a prevenção para que elas não existam.
Até o fechamento desta edição, um dos envolvidos, que foi baleado, recebeu alta hospitalar e foi encaminhado para o CDP de Pontal, o outro permanecia internado, sem risco de morte. O terceiro morreu no local, valendo ressaltar que, segundo informações extra-oficiais, o 4º envolvido que morreu a caminho do Hospital, na ocorrência na noite de quinta-feira (13), já era conhecido dos meios policiais, além de já ter enfrentado anteriormente, segundo apuração da equipe de reportagem, outros policiais militares, sendo também responsável por um dos assaltos com refém, em uma residência no Jd. Eldorado.

(…)

Leia mais na edição nº 10152, de 15, 16 e 17 de julho de 2017.