As consequências da ação do homem na crise hídrica

Para debater a crise hídrica e suas consequências, a Gazeta de Bebedouro conversou com três especialistas.

0
103

O clima de deserto está mais próximo do que se imaginava no sudeste brasileiro. De janeiro a junho deste ano, Bebedouro registra 56% menos chuvas que no mesmo período do ano passado. Segundo dados da Defesa Civil Municipal, nos seis primeiros meses deste ano foram registrados 304 milímetros contra 695 milímetros no mesmo período de 2020.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição 10.588, de 24 a 29 de junho de 2021.