Aumenta 60%, atendimento de doenças respiratórias no HM

0
221

Pediatra diz que crianças e idosos são as principais vítimas e devem evitar aglomeração.

Chega o outono, cai a temperatura, baixa a umidade do ar e aumenta em 60% o atendimento de doenças respiratórias no Hospital Municipal. Das 200 pessoas que procuram tratamento para os sintomas, a maioria é composta por crianças, principais vítimas de endemias como: rinite, sinusite, DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), asma e pneumonia.
Pediatra dá dicas de como evitar a contaminação que pode acontecer no contato com ácaros que ficam alojados em roupas de frio que são incorretamente guardadas.

Duro respirar – Menina em tratamento no pronto socorro do Hospital Municipal.

(…)

Leia mais na edição nº 9546 dos dias 14 e 15 de maio de 2013.