Bebedouro permanece na fase amarela do Plano São Paulo

Governo estadual anuncia em coletiva novos critérios de avaliação de indicadores de internações, ocupação de leitos e mortes por Covid-19.

0
357
Plano SP – 17ª atualização (08.01) (Divulgação - Governo do Estado de São Paulo)

Bebedouro e as demais 17 cidades que compõem a DRS 5 (Diretoria Regional de Saúde) permanecem na fase amarela do Plano São Paulo que controla a pandemia do novo coronavírus. A reclassificação e mudanças nas regras das fases foram anunciadas pelo governo estadual, na sexta-feira (8), em coletiva de imprensa.

Com isso, o município permanece com as mesmas regras vigentes para o funcionamento do comércio e serviços, passando a permitir 40% de ocupação presencial para todas as atividades liberadas, incluindo parques estaduais, além de expediente de até dez horas diárias, sendo que o atendimento presencial terá que ser encerrado às 22h em todos os setores. Bares devem fechar ao público às 20h. Atividades não essenciais que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.
“A principal meta é evitar aglomerações e reduzir o fluxo de pessoas em horários específicos. Neste momento, temos que reduzir a circulação do vírus. Precisamos reduzir aglomerações, e elas acontecem principalmente no período da noite”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.
Com a reclassificação, as regiões das DRSs de Marília (62 cidades), Presidente Prudente (45 municípios), Registro (15 cidades) e Sorocaba (48 cidades) regridem para a fase laranja, a segunda mais restritiva do Plano, a partir de segunda-feira (11). As demais continuam na etapa amarela até 5 de fevereiro, com possibilidade de regressão a qualquer momento caso os índices de progressão da pandemia e de capacidade de atendimento hospitalar piorem.
“O Centro de Contingência está seguro que estamos trabalhando com faixas bastante adequadas para as classificações, mas recomendamos expressamente que a população evite circular à noite, após o fechamento do comércio”, pediu o coordenador do Comitê, o médico Paulo Menezes.

Indicadores Plano SP – 17ª atualização (08.01)
(Divulgação – Governo do Estado de São Paulo)

Novas regras

A Secretaria Estadual de Saúde também anunciou novos critérios de avaliação de indicadores de internações, ocupação de leitos e mortes por Covid-19, endurecendo a possibilidade de progressão de qualquer região à fase verde, que tem menores restrições de horário e público. Cada região precisa alcançar 30 internações por 100 mil habitantes e três mortes por cem mil habitantes, nos últimos 14 dias, além de passar 28 dias seguidos na fase amarela, antes de avançar.
Os critérios de saúde na fase laranja também ficam mais rígidos. O limite máximo da taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 passa de 75% para 70% em cada região. Também há mudanças nos indicadores de variação para casos, mortes e internações, com parâmetros para todas as fases do Plano São Paulo. Se a ocupação de UTIs superar 80%, poderá haver recuo para a fase vermelha, com fechamento de atividades.
“Neste momento, em que há aumento de casos, óbitos e internações, mais do que nunca precisamos do apoio da população. A mesma população que nos atendeu ficando em casa enquanto reforçavamos o sistema de saúde”, declarou o secretário estadual  de Saúde, Jean Gorinchteyn.

CoronaVac

A Anvisa recebeu, na manhã de sexta-feira (8), o pedido de uso emergencial da CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A agência pretende avaliar o pedido em até 10 dias.
De acordo com o Governo do Estado de São Paulo, a CoronaVac teve eficácia de 78% para casos leves na terceira fase de testes com cerca de 13 mil voluntários no Brasil. Para os casos graves e moderados, o índice de eficácia foi de 100%.

Atualização em Bebedouro

Boletim diário da Vigilância Epidemiológica indica que desde março de 2020, Bebedouro soma 2.288 pessoas infectadas por Covid-19 até sexta-feira (8), sendo que 2.037 residem em Bebedouro e 251, na microrregião. Do total de contaminados, 41 estão em isolamento domiciliar e monitorados por equipe especializada, sendo 36 de Bebedouro e cinco da região. Outros 2.190 pacientes já estão recuperados da doença, sendo 1.944 de Bebedouro e 246 da região.
Desde quarta-feira (6), o número de mortes permanece em 57. Das vítimas, 38 morreram em hospitais locais e 19 em unidades de saúde de outras cidades.
Ainda de acordo com o boletim, 19 bebedourenses estão hospitalizados em UTI, em tratamento e outros 20, com sintomas leves, em enfermarias da cidade. Estes pacientes ainda não estão incluídos no total de infectados aguardando confirmação dos exames.