Bebedouro soma 1.882 casos de Covid-19 e 49 mortes

Em reunião com deputado Geninho Zuliani, Bolsonaro afirma que comprará todas as vacinas do mercado que sejam aprovadas pela Anvisa.

0
272

Segundo boletim diário da Vigilância Epidemiológica, desde março deste ano, Bebedouro soma 1.882 pessoas infectadas por Covid-19 até terça-feira (15), sendo que 1.672 residem em Bebedouro e 210 são moradores da microrregião. No comparativo com boletim de sexta (11), são 24 casos a mais (1.858 x 1.882).
Do total de contaminados, 13 estão em isolamento domiciliar, apresentando sintomas da Covid-19, todos de Bebedouro. Outros 1.820 pacientes já estão recuperados da doença, representando 96,7% do total, sendo 1.610 de Bebedouro e 210 da região.
Após mais de três semanas sem alteração, número de vítimas fatais da Covid-19 aumenta nesta segunda (14), com homem, 74, com quadro de AVC isquêmico. Destes, 30 morreram em hospitais locais e 19 em unidades de saúde de outras cidades.
O boletim aponta ainda que há 12 bebedourenses em UTI, em tratamento da Covid-19, 11 em Bebedouro e um em Barretos. Há também outros 12 com sintomas leves, em enfermarias da cidade. Todos estes não constam do total de infectados.

Isolamento, letalidade e média móvel
De acordo com o Simi-SP, Bebedouro segue entre as cidades do estado que mais resguardam o isolamento. Na sexta (11), a taxa de isolamento na cidade era de 51%; no sábado (12), caiu para 50%; e no domingo (13), voltou a subir, em 52%. Já na segunda (14), com 50%, lidera o ranking estadual.
A taxa de letalidade, que mede o percentual de pacientes que morrem em decorrência do vírus é de 2,60%. Já a média móvel dos últimos sete dias, mostra que Bebedouro registrou, em média, 8,42 novos casos diários.

Vacina contra Covid-19 é pauta entre Geninho Zuliani e Bolsonaro
O deputado federal Geninho Zuliani (DEM), ex-prefeito de Olímpia e forte presença nas conquistas bebedourenses, é relator da Medida Provisória que prevê plano global para aquisição de vacinas contra a Covid-19. Na manhã de terça (15), Zuliani reuniu-se com o presidente Jair Bolsonaro, tendo na pauta, a aquisição de vacinas pelo Ministério da Saúde. “O presidente afirmou que vai comprar todas as vacinas disponíveis no mercado, desde que estejam autorizadas pela Anvisa”, garante o deputado.
O parlamentar também apresentou ao presidente parecer referente à MP que permitirá adesão do Brasil à Aliança Covax Facility, consórcio internacional de 168 países, com objetivo de promover acordos para acelerar a compra e distribuição da vacina, sob a coordenação da OMS.
O parecer recomenda ao Ministério da Saúde que toda a população seja imunizada em um ano e que o plano nacional de imunização, a ser implementado, precisa garantir a incorporação de todas as vacinas com reconhecida eficácia, especialmente as que já estão sendo testadas no Brasil, como a vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca; a Coronavac, da Sinovac em parceria com o Instituto Butantan; e a da Pfizer, desenvolvida pela BioNTech. O documento também solicita que a Anvisa autorize o uso emergencial e temporário de vacinas, desde que tenham sido aprovadas por outros órgãos regulatórios.
Na quarta-feira (16), às 10h, o Governo Federal apresentará o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, em coletiva no Palácio do Planalto.

 

Publicado na edição nº 10542, de 16 a 18 de dezembro de 2020.