Bebedouro tem 100% de ocupação de UTI no Hospital Estadual

Com número de casos voltando a crescer, Prefeitura decreta restrições para o Ano Novo, seguindo determinação estadual.

0
327

Segundo boletim diário da Vigilância Epidemiológica, desde março deste ano, Bebedouro soma 2.115 pessoas infectadas por Covid-19 até quarta-feira (30), sendo que 1.882 residem em Bebedouro e 233, na microrregião. Do total de contaminados, 26 estão em isolamento domiciliar, monitorados pelo GEI (Grupo Estratégico de Isolamento), sendo 25 de Bebedouro e um da região. Outros 2.037 pacientes já estão recuperados da doença sendo 1.805 de Bebedouro e 232 da região.

O número de mortes se mantém em 52, desde a última quinta (24), véspera de Natal, com óbito de mulher, 83, com diabetes e hipertensão. Destes, 33 morreram em hospitais locais e 19 em unidades de saúde de outras cidades.

O boletim aponta que há 22 bebedourenses em UTI, em tratamento da Covid-19. Há também outros nove com sintomas leves, em enfermarias da cidade. Todos estes não constam do total de infectados. O Hospital Estadual de Bebedouro já tem 100% de seus leitos de UTI ocupados. Considerando os 22 internados graves e 26 leitos disponíveis na cidade, entre 20 do Hospital e seis da Unimed, a ocupação em Bebedouro aproxima-se de 85%.

 Isolamento, letalidade e média móvel

De acordo com o Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente), Bebedouro segue registrando bons índices de isolamento social: no domingo (27), estava em 55%; na segunda (28), passou para 48%; e na terça (29), registrou 50%.

A taxa de letalidade, que mede o percentual de pessoas infectadas que falecem pelo vírus, é de 2,45%. Já a média móvel indica que, nos últimos sete dias, Bebedouro registrou 15 casos de Covid-19 por dia.

Novas medidas para o Ano Novo

Após o anúncio do Governo de SP de que nos dias próximos aos feriados de Natal e Ano Novo, os 645 municípios deveriam permanecer na Fase Vermelha do Plano SP, com funcionamento apenas de serviços essenciais, a Prefeitura de Bebedouro divulga novas medidas de 31 de dezembro de 2020 a 3 de janeiro de 2021.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e responsável pelo comitê de assuntos da Covid-19 na cidade, Rogério Valverde, nos dias 25, 26 e 27 de dezembro, através de acordo com o Governo Estadual, Ministério Público e comerciantes, foi possível que o comércio e demais atividades consideradas não-essenciais funcionassem, mantendo compromisso de que seguiriam as regras estaduais do Plano SP desde 31 de dezembro a 3 de janeiro.

Sendo assim, comércio e serviços podem funcionar normalmente na quinta (31), porém, bares, restaurantes, ambulantes e similares podem atender apenas até 21h. Nos dias seguintes (de 1º a 3), podem funcionar apenas supermercados, farmácias, padarias, açougues e demais serviços considerados essenciais. Neste período, atividades que trabalham com alimentação poderão apenas fazer entregas, sem consumação no local. Com limitação de fiéis, os templos religiosos podem continuar realizando celebrações neste período de restrição.