Caso Murilo apresenta contradições

0
104
Inquérito não deve ser encerrado - Perícia realizada em janeiro de 2018, em Novo Horizonte. (Arquivo familiar)

Perícia realizada em janeiro de 2018, gera dúvidas às autoridades. Delegado diz não acreditar em “intenção de matar”, mas garante que investigações não serão encerradas até que mãe e filho, de Bebedouro, sejam ouvidos: “Após estes depoimentos vou analisar e decidir se encaminho ou não ao Ministério Público, aí são eles quem devem tomar ou não outras providências”, garante o delegado de Novo Horizonte, Luiz Fernando Calmon Ribeiro, responsável pelo inquérito.

(…)

Leia mais na edição nº 10254, de 19 e 20 de abril de 2018.