Cidade incorpora regras da fase laranja a partir de 4ª

Medida anunciada pelo prefeito é consequência da melhora de indicadores da pandemia, nas últimas semanas.

0
80
Secretaria de Saúde dá sequência à imunização de profissionais liberais de saúde e da rede privada, no ‘postão’.

Na tarde de terça-feira (2), o prefeito Lucas Seren, acompanhado da vice-prefeita Sebastiana Tavares e do chefe de Gabinete, Rogério Valverde, anunciou novas medidas para os setores de comércio e serviços, a partir de quarta-feira (3). O anúncio baseia-se na melhora da região, nos indicadores da pandemia, segundo o Comitê de Contingenciamento do Estado.
Seren relembrou que, em 22 de janeiro, Bebedouro foi reclassificada na fase vermelha do Plano SP, com medidas mais restritivas, devido ao alto índice de contaminações da região de Barretos, que inclui 18 municípios. Na semana seguinte ao recuo de fase, Seren foi até a capital, acompanhado de autoridades estaduais e regionais, solicitando novos leitos para a região “De imediato, fomos atendidos e, na mesma semana, 26 novos leitos foram instalados em Barretos, no Hospital Nossa Senhora”, contou o chefe do Executivo.
Na ocasião, a DRS-5 de Barretos apresentava 78% de ocupação em UTIs e transmissão de 2,36, representando que cada pessoa infectada contaminaria mais que duas outras. “Fizemos o dever de casa e o resultado, após uma semana e meia, é que as internações caíram para 65% e a taxa de transmissão recuou para 0,83”, comemorou Seren, anunciando que, devido à evolução da região, a partir de quarta (3), passa a vigorar em Bebedouro, regras referentes à fase laranja.
“Um novo decreto será publicado na manhã de quarta (3), com novas flexibilizações”, garante, adiantando que lojas, bares e restaurantes poderão reabrir e os templos religiosos poderão receber fiéis, desde que sigam as medidas restritivas referentes à fase.
Carnaval – Seren anunciou que, seguindo orientações do Governo Estadual, em Bebedouro será revogado o feriado prolongado de Carnaval, que aconteceria de 13 a 16 de fevereiro.

Estado
O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirmou que municípios que seguiram as medidas sanitárias do Plano SP obtiveram melhoras nos indicadores de suas regiões. Já os municípios que não as respeitaram, registraram número recorde de casos de coronavírus e, consequentemente, de óbitos.
“Estamos preocupados com a situação em Bauru, que segue em condição delicada, com taxa de ocupação de leitos alcançando os 89%. Por outro lado, a região de Barretos provou ser um bom exemplo de evolução positiva da pandemia, como também Taubaté e São José dos Campos, que já mostram melhoras nesta semana. Nas regiões em que a saúde é respeitada, a situação tem melhorado”, declarou Vinholi, em coletiva de imprensa, na segunda-feira (1º).
A prévia do governo estadual mostrou que, das 17 regiões do Estado, 13 registraram leve melhora. Três regiões registraram tendência de melhora: Região Metropolitana de SP, a Baixada Santista e Barretos.
Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, se a estabilidade se mantiver nos próximos dias, serão suspensas as medidas restritivas suplementares, como o fechamento de serviços não essenciais aos fins de semana.
O governo estadual também anunciou a criação da Comissão Médica da Educação de São Paulo, que norteará as decisões sobre a volta às aulas presenciais em todo o Estado, monitorando e orientando ações de prevenção, vigilância e controle referentes à Covid-19, nas unidades escolares do Sistema de Ensino do Estado de São Paulo. Isso inclui, além da rede estadual, as escolas municipais e particulares.

Publicado na edição 10.551 de 3 a 5 de fevereiro de 2021.