Colecionar: obsessão, mania, hobby, profissão ou só um jeito de se sentir bem?

0
631

A propósito desses dois grandes eventos reunindo colecionadores, nacionais e estrangeiros, que acontecem no próximo fim de semana e prometem movimentar a cidade, a página Mundo Melhor da Gazeta resolveu discutir pessoas que exercem essa atividade, o colecionismo, e como ela pode ou não modificar as suas vidas.
A Psicologia explica que a adoção de uma atividade, paralela à profissão escolhida ou exercida, onde a pessoa possa colocar uma parte de sua personalidade ou habilidade, utilizada ou não em sua vida profissional, mas que lhe dê prazer é chamado de hobby. Muitas vezes essa atividade prazerosa é tão bem exercida que passa a ser lucrativa, garantindo ganho financeiro extra, quando não, até maior que a da própria profissão praticada, podendo até substituí-la.

(…)

Leia mais na edição nº 9866, 18, 19 e 20 de julho de 2015.