Com 126 casos de Covid-19, Prefeitura mantém restrição ao comércio e serviços

Isolamento da cidade cai para 47% e taxa de contaminação por habitante aumenta para 1,62/mil.

0
75

Com mais sete casos confirmados, já são 126 os pacientes com diagnóstico positivo do novo coronavírus em Bebedouro, computados até a tarde de sexta-feira (26). Os novos casos são de bebedourenses.
Até terça (23), a cidade registrava 119 confirmações, que passaram para 123, na quinta (25) e 126 na sexta (26). Destes, 103 são de Bebedouro e 23 de pacientes da região, diagnosticados em hospitais particulares e públicos de Bebedouro. Do total, 68 já estão recuperados da doença.
Os óbitos subiram para seis, de acordo com boletim da Vigilância Epidemiológica. A morte mais recente, notificada na quinta (25), é de idosa, 94, com quadro clínico de problemas renais e cardiopatia, agravados pela Covid-19.
Do total, quatro foram registrados em hospitais de outras cidades, sendo três em Barretos e um na capital paulista; outros dois faleceram em hospitais de Bebedouro, sendo um no Hospital Municipal e outro na Unimed.
Os casos descartados para o novo coronavírus subiram para 340, sendo 283 de Bebedouro e 57 da região. Outras 24 pessoas aguardam resultados, 21 bebedourenses e três moradores da microrregião. Estes indicadores somam 490 notificações, registradas desde os primeiros casos suspeitos, em 17 de março.
Há seis bebedourenses internados em estado grave, sendo quatro em Bebedouro e dois em hospitais da região. A cidade soma também dois pacientes na enfermaria da Unimed e quatro no Hospital Municipal, totalizando seis internações leves.

 

 

Medidas de restrição
Com o anúncio do Governo de São Paulo de que a região de Barretos, a que Bebedouro pertence, passou da categoria vermelha para laranja, de acordo com o Plano São Paulo, possibilitando flexibilização de medidas, a Prefeitura informa que as regras definidas pelo decreto de 19 de junho, continuam valendo para os próximos dias.
A manutenção das medidas mantém o comércio impedido de funcionar aos sábados e domingos, com atendimento na porta. Bares, restaurantes e ambulantes só podem atender via delivery ou drive thru. Já os supermercados devem manter a entrada de uma pessoa por família, com medição de temperatura, tapete de sanitização e álcool em gel, além da entrada de um cliente a cada 10 m² de área interna. O uso de máscaras continua obrigatório em todos os setores.
O diretor de Planejamento, Rogério Valverde, diz que mesmo na fase vermelha, a cidade mantinha o funcionamento de estabelecimentos, por isso, a Prefeitura manterá as medidas. “A progressão do vírus está sendo avaliada diariamente e, neste momento, optamos por manter as medidas. A flexibilização ou restrição destas ações podem ser alteradas, de acordo com o quadro epidemiológico da cidade.

Contaminação por habitante
Para elucidar, além dos números totais de infectados pela Covid-19, A Gazeta aponta a taxa de infecções pelo novo coronavírus pelo número de habitantes de cada localidade. O dado destaca a situação epidemiológica dos municípios no enfrentamento da pandemia, ou seja, quanto maior a taxa de contaminações por habitantes, maior a circulação do vírus.
A Gazeta analisa dados coletados através das Prefeituras de sete municípios, incluindo Bebedouro, com população acima de 70 mil habitantes, além da população estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), referente a 2019.
Em Bebedouro, considerando-se os 126 casos positivos e população de 77,5 mil, apontada pela estimativa do IBGE, a taxa de contaminação é de 1,62 para cada mil bebedourenses. Nas demais cidades as taxas são: Barretos (7,68/mil), Ribeirão Preto (6,23/mil), Rio Preto (4,87/mil), Sertãozinho (2,91/mil), Jaboticabal (1,23/mil) e Matão (0,68/mil).

Índice de isolamento
O Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente), que contabiliza o índice de isolamento das cidades paulistas com população acima de 70 mil habitantes, aponta que o isolamento de Bebedouro segue abaixo da média ideal, porém, aumentou o suficiente para recolocar a cidade no ranking das melhores do estado, em 9º lugar.
O último levantamento divulgado pela Gazeta, apontava na segunda-feira (22), que a taxa era de 50%, valor que manteve-se na terça (23), mas sofreu leve queda, no feriado de quarta (24), Dia do Padroeiro, passando para 48%. Na quinta (25), nova queda para 47%.
Bebedouro segue com maior índice dentre as cidades acompanhadas pela Gazeta, seguida de Sertãozinho (47%), Ribeirão Preto (45%), São José do Rio Preto e Jaboticabal (43%), Matão (41%) e Barretos (38%).

 

Publicado na edição nº 10496, de 27 a 30 de junho de 2020.