Com comércio fechado no fim de semana, Bebedouro quer reduzir contaminações por Covid-19

Cidade registra óbito de jovem de 31 anos. Em ‘live’, prefeito anuncia restrição de medidas e intensificação da fiscalização.

0
161

Bebedouro tem 4.201 pessoas infectadas pela Covid-19 desde março de 2020, segundo boletim epidemiológico de sexta-feira (19). Destes, 3.652 residem em Bebedouro e 549 em cidades da microrregião. O boletim aponta ainda que 4.036 pacientes já estão recuperados (3.497 de Bebedouro e 539 da região) e 68 pessoas estão infectadas, cumprindo isolamento domiciliar. Outros 129 estão sob suspeita da doença.
Os óbitos em decorrência da Covid-19 subiram para 97, na sexta (19), com óbito de homem, 31, sem comorbidades, que faleceu no Hospital Nossa Senhora, em Barretos.
A ocupação de leitos em Bebedouro, no Hospital Estadual, está em 100%, com 20 pacientes em estado grave, segundo o gestor do Hospital Estadual, Everton Zem. Já na Unimed, oito dos 11 leitos estavam ocupados (73%). Há ainda três bebedourenses em UTIs de Barretos. Nas enfermarias de hospitais da cidade são 18 pessoas no Hospital Estadual, cinco no Municipal, dois na UPA 24h e oito na Unimed. As internações não constam do total de infectados.

Novas medidas restritivas
Considerando a iminência do colapso na rede pública e privada de saúde do município de Bebedouro, diante do aumento do número de contaminações, em transmissão ao vivo, no fim da tarde de quinta-feira (18), o prefeito Lucas Seren anunciou decreto com medidas de combate à Covid-19, ainda mais restritivas que aquelas anunciadas na semana passada. O decreto passou a valer na sexta (19) até 30 de março. A restrição de circulação de pessoas das 20h às 5h segue valendo.
Além disso, Seren informou sobre os 10 novos leitos de UTI no AME de Barretos e os 10 de enfermaria no Hospital Estadual, conquistados com apoio do deputado federal Geninho Zuliani e do ex-prefeito Fernando Galvão.
O novo decreto institui a ‘Ronda Covid’, equipe de patrulha composta por guardas municipais e fiscais de postura para fiscalização da cidade 24h/dia, evitando aglomerações, festas clandestinas e descumprimento de medidas por parte de estabelecimentos comerciais, que podem gerar multas de R$ 10.950, com lacração imediata dos estabelecimentos. Em caso de reincidência, o valor da multa será dobrado.
A publicação determina que permaneçam inalteradas as autorizações de funcionamento em todas as atividades, de segunda a sexta-feira, restringindo o atendimento de mercados, padarias, açougues e similares também aos sábados e domingos, assim como agências bancárias e lotéricas. Nos finais de semana, apenas serviços de saúde, farmácias e postos de combustíveis podem atender clientes. Serviços de delivery estão permitidos para todos os setores, sem restrições.
A frota de ônibus das linhas do transporte público regular será reduzida para 30% de sua capacidade, para atender os funcionários dos serviços essenciais.

Apoio aos microempreendedores
Segundo o prefeito, a Prefeitura irá repassar recursos financeiros para o Banco do Povo Paulista, para concessão de crédito aos trabalhadores informais, produtores de eventos e comerciantes afetados pela pandemia. Serão priorizados estabelecimentos com faturamento mensal de até R$ 30 mil. “Vamos injetar R$ 1,5 milhão na economia local. Foi a forma que encontramos para contribuir neste momento mais difícil”, disse Seren. A linha emergencial libera recursos para capital de giro e pagamento em até 36 meses, com carência de até 180 dias.
A Prefeitura também irá alterar o vencimento de taxas e isentar juros e multas aos bebedourenses. Através de projetos a serem enviados à Câmara Municipal, será possível parcelar as contas de água atrasadas do Saaeb, além de adiar a 1ª parcela do IPTU de abril para dezembro e taxas de licença passam de maio para agosto.

Panorama da região
Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Regional, ao menos 30 municípios adotaram medidas mais restritivas que as previstas no Plano SP, para conter o avanço do contágio. As cidades próximas a Bebedouro, que seguem em lockdown até domingo (21), como Araraquara, Ribeirão Preto, Jaboticabal e São José do Rio Preto, até o fechamento desta edição, não informaram se permanecerão em restrição total na próxima semana, mas assim como em Bebedouro, anunciaram medidas mais restritivas neste final de semana, com fechamento de estabelecimentos comerciais e restrição do transporte.
Mesmo nos dias de lockdown, estas cidades não alcançaram isolamento social como o de Bebedouro, que permaneceu com atendimento no comércio. Os dados são do Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente). Em Ribeirão, na quarta e quinta (17 e 18), primeiros dias de restrição total, o isolamento manteve-se em 50%; em Rio Preto, variou entre 49% e 50%; já em Jaboticabal, passou de 45% na quarta, para 46% na quinta-feira. Enquanto isso, Bebedouro registrou isolamento social de 52% e 55%, respectivamente, nos dois dias.

Publicado na edição 10.564 de 20 a 23 de março de 2021.