Com crescimento de 148%, Bebedouro tem 1.630 novos casos em uma semana

Média móvel é de 232,85 novas contaminações por dia, mesmo com decreto de lockdown em vigor.

0
52

De sexta a quinta-feira (21 a 27), Bebedouro registrou 1.630 novas infecções pela Covid-19. O número saltou 148% em relação aos sete dias anteriores, segundo levantamento realizado pela Gazeta, com dados da Vigilância Epidemiológica. Considerando somente moradores da cidade, os casos passaram de 5.894 até 20 de maio, para 7.524 na quinta (27), segundo boletim divulgado na sexta-feira (28), com média móvel de 232,85 novas contaminações por dia.

Em uma semana, 31 mortes somaram-se ao boletim, subindo de 184 para 215, de acordo com o boletim mais recente. A taxa de letalidade é 2,85%, enquanto a do Brasil é de 2,80%.

O número total de positivados, incluindo pessoas de outros municípios, é de 8.341. Destes, 7.661 estão recuperados. Há ainda 465 pacientes em monitoramento, isolados em suas residências. Outras 56 pessoas aguardam resultado de exames e não constam no total de infectados.

Na terça-feira (25), a ocupação de leitos em Bebedouro, na rede pública, estava em 100%, com 20 pacientes no Hospital Estadual. Na Unimed, os 10 dos 11 leitos disponíveis estavam ocupados (90,9%). Há ainda 24 bebedourenses em UTIs de outros municípios. As internações em enfermaria também seguem lotadas, sendo que 20 estão no Hospital Estadual, 21 no Municipal, 12 na Upa, e outros 17 na Unimed.

Fim do lockdown

Em transmissão ao vivo na tarde de quinta-feira (27), o prefeito Lucas Seren decretou o fim do lockdown em Bebedouro, a partir da próxima segunda-feira (31), retomando as atividades os serviços não essenciais com até 20% de capacidade de clientes e restrição de circulação das 21h às 5h.

O lockdown seguirá até domingo (30), após 10 dias. Segundo o prefeito, a decisão foi motivada pela redução de atendimentos de síndromes respiratórias, considerando cinco dias antes e cinco dias depois do início da restrição. Com a mudança, na próxima semana, todos os estabelecimentos, como restaurantes, supermercados, lojas do comércio em geral, respeitando a capacidade de atendimento em 20% e adotando rígidos protocolos sanitários, como uso de máscaras, disponibilização de álcool em gel, aferição de temperatura e distanciamento social, podem funcionar até 21h.

Para restaurantes, pizzarias, lanchonetes e similares, fica imposto também o distanciamento de 2 m entre as mesas, com limitação de quatro clientes por mesa. Estão proibidas apresentações musicais ao vivo. Food trucks e ambulantes podem atender com apenas duas mesas de até quatro pessoas cada.

Aos supermercados e hipermercados, está permitia a entrada de somente uma pessoa por família, os clientes são limitados a uma pessoa por 10m², com limitação máxima de 60 pessoas. A entrada de crianças menores de 14 anos está proibida.

Permanecem proibidos eventos, shows e festas em salões, edículas, sítios, buffets, clubes. Para festas em residências, o limite é de 10 pessoas. O funcionamento de casas noturnas e danceterias também está proibido.

Permanece proibido o encontro de mais de três pessoas em qualquer horário, em praças, parques e vias públicas. O Lago, Sambódromo e Parque da Família seguirão fechados.

A Feira Livre volta a ser realizada, com a adoção de medidas sanitárias e proibição de consumo no local e música ao vivo, a partir de 6 de junho. O transporte coletivo também será retomado.

As atividades no Paço Municipal, para assuntos urgentes, será das 13h às 16h, com atendimentos virtuais pelo e-mail: protocoloemergencial@bebedouro.sp.gov.br.

O decreto também permite o retorno das aulas presenciais a partir de 7 de junho em escolas municipais, estaduais e particulares, de nível fundamental, médio, superior e técnico. A Educação Infantil poderá retornar a partir de 14 de junho.

Publicado na edição 10.582, de 29 de maio a 2 de junho de 2021.