Com mais 22 casos, Bebedouro tem 1.823 infectados por Covid-19

Departamento de Planejamento anuncia novas medidas de combate à pandemia neste fim de ano, com foco em bares e restaurantes.

0
301

Segundo boletim diário da Vigilância Epidemiológica, desde março deste ano, Bebedouro soma 1.823 pessoas infectadas por Covid-19 na terça-feira (8), sendo que 1.615 residem em Bebedouro e 208 são moradores da microrregião. No comparativo com boletim de sexta-feira (4), são 22 casos a mais (1.801 x 1.823).
Do total de contaminados, 17 estão em isolamento domiciliar, apresentando sintomas da Covid-19, enquanto outros 1.758 pacientes já estão recuperados da doença, representando 96,4% do total, sendo 1.550 de Bebedouro e 208 da região.
O número de vítimas fatais da Covid-19 segue em 48 há mais de três semanas. Destes, 29 morreram em hospitais locais e 19 em unidades de saúde de outras cidades.
O boletim aponta ainda que há 10 bebedourenses em UTI, em tratamento da Covid-19, oito em Bebedouro e dois em Barretos. Há também outros 10 com sintomas leves, em enfermarias da cidade. Todos estes não constam do total de infectados.

Novas medidas de combate à pandemia
Visando reforçar medidas de contenção da pandemia da Covid-19, que já apresenta sinais de novo crescimento no estado e no país, além de coibir a realização de festas clandestinas que colocam em risco a saúde pública, o Departamento Municipal de Planejamento comunica que neste mês de dezembro intensificará visitas em bares e restaurantes, para identificar o respeito às regras e punir aqueles que não estejam seguindo a lei.
O departamento informa que os bares e restaurantes devem seguir recomendações de no máximo 50% de ocupação de clientes, mesa sim, mesa não; não é permitido haver clientes de pé ou em pista de dança; o atendimento deve ser realizado até 22h; os funcionários devem usar protetores faciais e máscaras; é obrigatório disponibilizar recipientes de álcool em gel na entrada dos estabelecimentos e nas mesas.
Para o Réveillon, a determinação da Prefeitura impede a realização de eventos comemorativos em bares e restaurantes. Em 31 de dezembro, os estabelecimentos poderão funcionar apenas até 21h.
“Todo efetivo da Guarda Civil, fiscais de postura da Prefeitura, agentes da vigilância sanitária, além da Polícia Militar farão vistorias em bares e restaurantes, para que as determinações sejam cumpridas. O descumprimento destas medidas pode culminar na lacração dos estabelecimentos e cassação do alvará de funcionamento, conforme previsto em lei”, garante o secretário de Desenvolvimento, responsável pelo Departamento de Planejamento, Rogério Valverde.
Para o comércio em geral, especialmente nesta época que antecede o Natal, em que o movimento de clientes é mais intenso, segue sendo obrigatório o uso de máscaras, álcool em gel e aferição de temperatura.

Panorama regional
Nas pequenas e micro cidades da região de Bebedouro, a situação epidemiológica continua crescendo. Estes municípios têm relação direta com Bebedouro, já que seus moradores fazem uso do comércio e dos serviços prestados aqui, além de também utilizarem-se dos serviços médico-hospitalares, através do Hospital Municipal, Estadual e da Unimed.
Dentre as cidades menores, Olímpia é a que apresenta o maior número de casos: são 2.829 contaminados e 75 óbitos pela Covid-19; na sequência está Pitangueiras, com 1.418 casos e 34 mortes; Guaíra, com 1.402 infectados e 42 mortes; Severínia, com 804 casos e 22 vítimas fatais; e Pirangi, com 506 contaminados e 16 mortes pelo vírus.
Colina tem 377 casos e 16 óbitos; Monte Azul tem 365 infectados e seis vítimas fatais; em Terra Roxa, são 347 pessoas diagnosticadas com o vírus e oito óbitos; em Taiaçú, 288 casos e quatro mortes; na cidade vizinha, Taiúva, são 261 contaminados e sete vítimas fatais, incluindo pacientes do presídio da cidade; em Vista Alegre do Alto, são 230 casos e cinco mortes; em Jaborandi, 166 pessoas infectadas e três mortes; e em Taquaral, 100 infectados e quatro vítimas fatais do novo coronavírus.

 

Publicado na edição nº 10540, de 9 a 11 de dezembro de 2020.