Com reclamações de mau cheiro, indústria de suco projeta estação de tratamento

À Gazeta, Louis Dreyfus informa início de obras de ETE e reforça investimento na criação de nova área para fertirrigação com seus efluentes líquidos.

0
140
Mau cheiro - Com o passar dos anos, o solo onde é feita a fertirrigação autorizada, saturou, formando poças e sem capacidade para absorver os rejeitos líquidos industriais. Empresa planeja ETE para tratamento e fertirrigação em áreas de parceiros mais distante.

A Gazeta recebeu muitas queixas de moradores dos bairros adjacentes à fábrica de suco de laranja da Louis Dreyfus, pela exalação de mau cheiro. Os queixosos suspeitavam que o forte odor teria relação com o descarte de efluentes líquidos resultantes da produção do suco de laranja, cujo processo seria parecido com o utilizado nas plantações da cana-de-açúcar, onde a vinhaça é despejada em curvas de nível, em canaviais das usinas.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição 10.649, de sábado a terça-feira, de 5 a 8 de março de 2022.