Convite

0
96

O Poupatempo está convidando pessoas surdas para testarem um aplicativo para celular que traduz as informações sobre os serviços públicos para a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).
O sistema, criado pela empresa Hand Talk, foi eleito pela ONU, em 2013, o melhor aplicativo social do mundo. Ele usa um personagem animado para comunicar de forma mais acessível, os textos, que às vezes, não são compreendidos pelos surdos, devido ao nível de alfabetização.
O aplicativo é grátis e fácil de ser usado. Basta apontar a câmera fotográfica do celular para o ícone impresso nos folhetos do Poupatempo. O sistema usa um código de resposta rápida (QR Code), e imediatamente mostra na tela o personagem que traduz o texto com as mãos.
Os postos oferecem tablets, com aplicativo para ler o código, para aqueles que não têm um smartphone.
O uso do aplicativo não vai substituir o atendimento feito por funcionários treinados existentes em todas as unidades do Poupatempo, mas será mais uma alternativa na política de acessibilidade.
Após os testes, que vão até o fima do ano, o Governo de São Paulo vai definir se o aplicativo será introduzido em todas as unidades do Poupatempo, o que deverá ser feito por meio de licitação pública aberta a todas as empresas interessadas.

Mais nomes

De “paitrocinadores”, para o tradicional Almoço de Natal ou de Réveillon, além da cesta de doces, que serão entregues no dia 24 (um sábado), a partir de 9 horas. Já divulgados anteriormente na coluna FilantroPress, nomes que estão colaborando, entre empresas, empresários, casas comerciais, pessoas físicas e jurídicas, desta vez são os de: João Carlos Martins de Freitas, Isaura Salvador, Euclides Rosete, Rômulo Camelini, Sérgio Ferreira, Centro Universitário Unifafibe, César Antônio Roselino Sicchieri, Cofrube, Funerária Ressurreição, Oscar Fávero Filho, Gilmar Feltrim, Orivaldo Martins, La Cris Boutique, Marcos Mutton, Farmatac e Wagner Delgado.

(…)

Leia mais na edição nº 10066, de 3, 4 e 5 de dezembro de 2016.