Delicadeza em cena

0
65
Emocionante – Cena de Lurdes (Regina Casé) falando com a mãe no telefone, ao lado da filha Camila (Jéssica Ellen) foi emocionante. (Reprodução/internet)

É impressionante assistir a cada novo capítulo de ‘Amor de Mãe’, atual novela das 21h da Globo. Nas cenas exibidas nesta última semana, Lurdes, personagem de Regina Casé reencontrou a mãe que não via há 25 anos. Desde a primeira sequência onde Lurdes falou com a mãe no telefone foi possível perceber a delicadeza com que cada detalhe foi preparado. Méritos do diretor artístico José Luiz Villamarin que consegue dar o tom certo no que é pedido no texto de Manuela Dias, também primoroso e, claro, de toda equipe técnica e dos atores envolvidos. É um casamento perfeito, onde todos estão na mesma sintonia.

Delicadeza em cena 2
As demais cenas envolvendo o encontro de Lurdes com a mãe estão incluídas nos aplausos dedicado a todos que fazem a novela funcionar. Além do mais, mais uma vez nesta coluna, aproveito a oportunidade para elogiar a obra como um todo. Manuela costura os capítulos, um a um, como se fosse uma obra de arte única. A forma como a narrativa é montada também é diferenciada, o capítulo normalmente não começa exatamente na cena que terminou no dia anterior e isso instiga, pois no final, um jogo de montagem normalmente é feito.

Delicadeza em cena 3
No grupo de discussão montado para falar sobre ‘Amor de Mãe’, foi apontada a falta de um vilão e também de um alívio cômico na história. Sem perder a delicadeza na hora de escolher cada palavra para o diálogo entre seus personagens, Manuela Dias transformou Álvaro da Nóbrega em um vilão típico de novela e um alívio cômico entrou através da própria protagonista, Lurdes.

Dramalhão como manda o figurino
Glória Pires está encantando a todos com as emoções finais de ‘Éramos Seis’, novela das seis da Globo. Na verdade, a atriz mostrou todo seu talento desde o primeiro capítulo, mas nas cenas finais a construção da personagem está de parabéns. Do texto à atuação, Glória mostra que ainda é capaz de segurar uma novela como protagonista e quem comprar o primeiro com último capítulo que foi ao ar, verá a desconstrução da atriz para com sua personagem, o drama está no nível máximo, como manda o figurino e é difícil acompanhar uma cena da novela sem derramar uma lágrima.

E agora?
A Globo decidiu de última hora a reprise de ‘Avenida Brasil’ para o Vale a Pena Ver de Novo, pois era difícil apontar uma substituta para ocupar o lugar de ‘Por Amor’ que vinha fazendo um sucesso estrondoso na faixa no ano passado. Agora, a trama de Carminha está se aproximando do fim e já há apostas para a trama seguinte. A Globo tem uma missão difícil nas mãos, já que ‘Avenida’, mas uma vez, consolida-se como um grande sucesso. Títulos como ‘A Favorita’, ‘Amor a Vida’ e ‘América’ são os mais cogitados, mas tudo pode acontecer.

The I Land
Muito criticada, essa série está disponível no catálogo da Netflix desde setembro do ano passado. Resolvi dar uma chance e gostei. Não há motivos para criticar, mas existem muitos outros motivos para dar uma chance a ela. A história mostra a trajetória de 10 pessoas que acordam em uma ilha sem memória alguma e precisam lutar para sobreviver. No entanto, não há monstros, canibais ou animais selvagens na ilha para matá-los, o perigo está neles mesmos. Um futuro não muito distante, sem spoilers, revela-se no decorrer da série. Para quem gosta de teorias, ficção científica e do livro ‘Admirável Mundo Novo’, de Aldous Huxley (olha só uma dica), com certeza vai curtir a série. The I Land é mais que uma série para ser assistida, é uma série para ser entendida.

 

Publicado na edição nº 10467, de 29 de fevereiro a 3 de março de 2020.