Doenças respiratórias movimentam o HM

0
295

Teve aumento de 40%, de maio a julho, os atendimentos relacionados a doenças respiratórias no Hospital Municipal Júlia Pinto Caldeira. Desde 1º de maio, segundo o HM, quase 9 mil casos foram atendidos, em decorrência do frio e do tempo seco, desde quadros de gripe, até os mais graves, como pneumonia e infecção generalizada.
O clínico geral e cirurgião Kamel Taha Júnior, destaca a gravidade dos casos em pessoas com mais de 60 anos: “Quando procuram o serviço de saúde, já é necessária a internação semi-intensiva ou chegam a óbito”. Entre as dicas, o médico recomenda cuidados como hidratação, além da procura pelo serviço de saúde, em caso de sintomas.

(…)

Leia mais na edição nº 10155, de 22, 23 e 24 de julho de 2017.