Em atualização extraordinária, região de Barretos permanece na fase amarela

Apesar do anúncio da semana passada, governo estadual divulga nova classificação, regredindo oito regiões de fase.

0
28

Em atualização extraordinária, na sexta-feira (15), a região de Barretos, a qual Bebedouro está inserida, permanece na fase amarela do Plano São Paulo. Já as regiões de Araçatuba, Bauru, Franca, Piracicaba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Taubaté, que estavam na fase amarela, regridem para a laranja, juntam-se às áreas de Presidente Prudente, Registro e Sorocaba.

Além de Barretos, permanecem na fase amarela, a Grande São Paulo e as regiões de Araraquara, Baixada Santista, Campinas e São João da Boa Vista. A região Marília regrediu para a fase vermelha do Plano, com suspensão de atendimento presencial em comércio e serviços não essenciais, a partir da próxima segunda-feira (18).

Segundo o governo estadual, a região de Barretos, que pertence à Diretoria Regional de Saúde 5, apresentou aumento na ocupação de leitos de UTI e manteve-se na fase amarela, pois o índice não ultrapassou os 70%. Na sexta-feira (8), data da primeira reclassificação do Plano em 2021, o índice apresentado era de 47,4% das vagas preenchidas. Agora, está em 55,8%.

De acordo com o secretário Estadual de Saúde, Jean Gorinchteyen, as regressões ocorrem após piora dos índices no Estado, em razão das aglomerações registradas no fim do ano passado.

“Precisamos restringir mais horários e serviços. Só assim reduziremos o número de casos e o de pessoas que se agravam e precisam de atendimento na terapia intensiva”, afirmou Gorinchteyen, em coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes, pedindo que a população se conscientize. “Fique em casa. Se não for possível, saía com responsabilidade, utilizando máscaras e álcool em gel”.

Prevista para acontecer em 5 de fevereiro, a reclassificação foi antecipada atendendo a recomendação de médicos e cientistas do Centro de Contingência do coronavírus, que também recomendou que os 645 municípios paulistas endureçam regras para reuniões de trabalho em locais fechados, com limite máximo de 25 pessoas e distanciamento mínimo de 1,5 metro. Eventos sociais e familiares devem ser evitados.

“O momento é de responsabilidade e de trabalho, com articulação com os prefeitos do Estado. As regiões citadas regrediram de fase, em especial por conta da taxa elevada de ocupação de leitos em seus municípios”, ressaltou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, acrescentando que “todos os índices de saúde tiveram incremento significativo. São Paulo registrou, ante a semana anterior, incremento de 5% no número de casos, 2% em óbitos e 10% em novas internações. A taxa de ocupação de leitos de UTI no Estado alcançou 67,5%”.

Prefeituras que se recusarem a seguir as normas estabelecidas pelo Governo do Estado ficam sujeitas a sanções judiciais. O governo estadual também colocou em alerta, 43 cidades que, independentemente da classificação de suas regiões, estão com ocupação hospitalar de pacientes graves acima de 80%.

 

CoronaVac

Na coletiva, o governo estadual informou que começa a entregar na segunda-feira (18), as doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde para imunização dos brasileiros contra a Covid-19. Aproximadamente 4,5 milhões de doses, prontas para aplicação, serão encaminhadas para um Centro de Distribuição e Logística do Ministério da Saúde, no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

“As doses entregues ao Ministério da Saúde serão destinadas para todos os estados brasileiros e o Distrito Federal. Vamos aguardar que neste domingo (17), a Anvisa autorize o uso emergencial da vacina do Butantan, assim como esperamos que o faça também para a vacina AstraZeneca”, afirmou João Doria.

A vacina do Butantan obteve 50,38% de eficácia global no estudo clínico desenvolvido no Brasil, além de proteção de 78% em casos leves e 100% contra casos moderados e graves da doença. Todos os índices são superiores ao patamar de 50% exigido pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Publicado na edição nº 10546, 16 a 19 de janeiro de 2021.