Em queda, média em Bebedouro é 1 caso/dia de Covid

A média de mortes também caiu do pico da pandemia para cá. Desde 4 de outubro, a cidade não registra óbitos.

0
54

A média de casos de Covid-19, em Bebedouro, está em queda. Em maio, auge da pandemia, foram 3.141 positivados (104,7 casos/dia). Em agosto caiu para 13,7/dia, com 411 casos no mês. Em setembro foram 75 resultados positivos (2,5 casos/dia). Em outubro, a média caiu para 2 casos/dia (61 no mês) e, de 1º a 9 de novembro, a cidade registrou apenas 8 casos, média de 1 caso por dia.

Houve desaceleração também no número de mortes. Em maio foram 75 vítimas fatais, média de 2,5 mortes/dia. Em agosto, 18 mortes (0,6/dia). Setembro teve 10 óbitos (0,33/dia). Em outubro, duas mortes (0,06/dia). De 1º a 9 de novembro nenhum óbito foi registrado e este número continua em 340 vítimas fatais por Covid-19.

Boletim epidemiológico de terça-feira (9), mostra que não há pacientes internados em enfermarias e UTIs do Hospital Estadual. Na rede particular são dois pacientes, um na enfermaria e outro na UTI. Bebedouro teve apenas três positivados desde a última publicação da Gazeta, no sábado (6). Até o momento, a cidade registrou 12.254 casos positivos.

Vacinação

De acordo com o vacinômetro, atualizado às 15h de quarta (9), 81,71% da população já tomou a primeira dose (63.373 pessoas). A segunda dose ou dose única foi aplicada em 54.329 pessoas (72,16%) e 7.277 bebedourenses já receberam a dose de reforço, 9,38% da população.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Thais Teixeira, afirma que 6.500 pessoas não voltaram para completar o ciclo vacinal. Na terça (9), começou antecipação da Pfizer para adolescentes de 12, 13 e 14 anos: “Temos cerca de 3.200 doses para este público e aplicamos apenas 800, mas quem não conseguiu se vacinar na terça, pode ir até a Feccib nos outros dias que estaremos aplicando”.

Mutirão

A Vigilância realiza mutirões, começando na quarta-feira (10), das 17h às 20h, na Feccib. No sábado (13), das 8h às 12h, as equipes estarão em locais de grande fluxo, como rua do comércio, as duas unidades dos supermercados Savegnago, Sessé e Iquegami e no Compre Bem. No domingo (14), será na feira livre.

Segundo Teixeira, 40 profissionais devem participar: “Esta estratégia surgiu porque nós precisamos de possibilidades para vacinar os faltosos. Nos supermercados, por exemplo, assim que a pessoa entrar, vamos puxar a ficha. Se não tiver com a segunda dose, faremos na hora”. A expectativa é aplicar 2 mil doses.

Multivacinação

O Ministério da Saúde prorrogou a campanha de multivacinação em todo país e Bebedouro já possui cobertura vacinal de 96%: “Graças a Deus, nossas crianças estão vacinadas, os pais têm esta preocupação e como a escola ajuda cobrar, fica mais fácil”, diz Teixeira.

Publicado na edição 10.623, de 10 a 12 de novembro de 2021.