Entre a estrada e a história

“Por onde eu passar deixarei minha marca e o nome de Bebedouro”

0
124
Sobre duas rodas – Apaixonado por conhecer lugares novos de motocicleta, Mauro Sant’Anna leva o nome de Bebedouro por onde passa, com símbolo estampado em seu colete, que tem imagem de carros de boi dos tropeiros que deram nome a cidade. (Gazeta)

Amante da vida em duas rodas, o motociclista Mauro Sant’Anna, conhecido como Santaninha, perto dos 58 anos, é o entrevistado do Gente, desta edição. Filho de ruralistas, nascido em Viradouro, viveu sua juventude em Taiúva, e na vida adulta mudou-se para Bebedouro, cidade que sempre almejou.
Quando pequeno, ao visitar a antiga rodoviária de Bebedouro, encantou-se com um quadro com carros de boi, dos tropeiros que deram nome à cidade. A imagem que, para ele, simboliza a origem e a história de Bebedouro, tornou-se marca de seu novo grupo de motociclistas, levando o nome da cidade para todo país.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

 

Publicado na edição nº 10508, de 8 a 11 de agosto de 2020.