Entre janeiro e maio, 6% das crianças que nasceram em Bebedouro não têm paternidade reconhecida

Gazeta analisa dados da Arpen de outras nove cidades e Bebedouro lidera, sendo seguida por Jaboticabal e Barretos, também com 6%.

0
12

Segundo o Portal da Transparência do Registro Civil da Arpen, que divulga os dados de crianças registradas sem o nome do pai na certidão de nascimento, Bebedouro lidera entre 10 cidades, nos cinco primeiros meses de 2024, com nascimento de 351 crianças e 22 pais ausentes, representando 6,27%. Apesar disto, houve queda em relação ao mesmo período do ano passado, quando 356 crianças nasceram e sendo 24 sem o nome do pai, índice de 6,74% e a cidade também liderando a lista de municípios analisados pela Gazeta.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição 10.850, de sábado a terça-feira, 15 a 18 de junho de 2024