Estado e 62 prefeituras reúnem-se em alerta à pandemia

Atendendo toda a região, internações em Bebedouro crescem 11%, apenas 1% acima do mínimo considerado pelo estado como sinal de alerta.

0
28
(Divulgação)

O Governo do Estado de São Paulo, através do governador João Dória e especialistas do Comitê de Contingenciamento, reuniram-se virtualmente com prefeitos de 62 municípios paulistas que apresentaram alta nas taxas de internação e ocupação de leitos por pacientes contaminados pela Covid-19, discutindo medidas adicionais e conjuntas de controle da pandemia.
As 62 cidades convocadas, com população acima de 70 mil habitantes, apresentam, segundo última atualização realizada no sábado (28 de novembro), ocupação média de leitos acima de 75% ou aumento de internações em mais de 10%, na comparação dos últimos sete dias, com o mesmo período anterior.
Bebedouro esteve inclusa entre os municípios em alerta, juntamente com outras cidades próximas, como Araraquara, Barretos, Catanduva e Jaboticabal. A justificativa que incluiu Bebedouro nesta lista foi o aumento de internações em 11%, apenas 1% acima do mínimo analisado pelo Estado. De acordo com o prefeito Fernando Galvão, que participou da reunião, “Bebedouro está com situação controlada, até porque os dados referem-se ao Hospital Estadual, que recebe pacientes de toda região. Considerando-se os números locais, não houve aumento nas internações. Pelo contrário, os números caíram, nas últimas semanas”.
O prefeito disse ainda a Gazeta, que na reunião, o Estado pediu o apoio dos prefeitos nas medidas de contenção ao vírus: “Aos municípios que tiveram aumento superior a 10% em ocupação de leitos e número de internações foi recomendada a não autorização de festas e aglomerações neste final do ano, além de continuar incentivando o uso de máscaras e medidas de fiscalização”.

 

Publicado na edição nº 10538, de 2 a 4 de dezembro de 2020.