Gratificações de 1.500 servidores serão mantidas, anuncia prefeito

0
186

Presidente do TJ/SP suspende corte de gratificações aos servidores municipais, que haviam perdido o direito por Adin.

Na tarde de quinta-feira (14), o prefeito Fernando Galvão (DEM) reuniu servidores e representantes de departamentos para apresentar-lhes decisão do presidente do TJ/SP, após recurso extraordinário, de que seriam mantidas as gratificações ao funcionalismo.
Em entrevista a Gazeta, Galvão diz que agora discutirá perante o STF, inclusive as gratificações dentro da Educação e Saúde e colocará em discussão plano de carreira, “para que nenhum aventureiro prejudique direitos de funcionários que não têm nada a ver com disputas políticas”, diz categórico, referindo-se à denúncia que deu origem à Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) que tinha como fim prejudicar os detentores de cargos de confiança e acabou por atingir 1.500 servidores.

(…)

Leia mais na edição nº 9974, de 16, 17 e 18 de abril de 2016.