Ministério Público abre inquérito para apurar plano de carreira da Câmara

4º Promotoria de Bebedouro questiona Legislativo sobre a contratação de empresa, com dispensa de licitação, para revisão da estrutura administrativa, na gestão de Chanel, enquanto presidente.

0
220
(Divulgação)

O Ministério Público do Estado de São Paulo, por intermédio da 4ª Promotoria de Justiça de Bebedouro, instaura inquérito civil para “apurar a regularidade da contratação direta, com dispensa de licitação, com fundamento no artigo 24, inciso XIII, da Lei 8.666/93, da Fipecafi (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras), pela Câmara Municipal de Bebedouro, para revisão da estrutura administrativa e implantação de plano de cargos e salários dos servidores da Câmara”. O inquérito apura ainda “se o resultado do estudo realizado atendeu ao interesse público, ou a interesses particulares escusos”.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

 

Publicado na edição nº 10526, de 17 a 20 de outubro de 2020.