Novas medidas atingem transporte público e rodoviária

Transporte público coletivo está suspenso na cidade, terminal rodoviário fechado e mototaxistas podem apenas realizar entrega de mercadorias e transporte de pessoas ligadas à área da saúde.

0
98
Portas fechadas – O comércio fechado, registrado na tarde de terça-feira (24), é uma das medidas para evitar o aumento dos casos de coronavírus, que já chega a 19 suspeitos. (Gazeta)

Na terça-feira (24), o prefeito Fernando Galvão assinou novo decreto estabelecendo novas medidas preventivas à proliferação do novo coronavírus no município.
De acordo com as novas especificações, o Terminal Rodoviário está fechado a partir da 0h de quarta-feira (25), assim como todos os serviços prestados no local, inclusive embarque e desembarque de passageiros. O transporte coletivo de passageiros foi totalmente suspenso, por prazo indeterminado, enquanto perdurar a situação de emergência.

As instituições financeiras e casas lotéricas são obrigadas a impedir a formação de filas e aglomerações de pessoas em seus estabelecimentos. No entanto, caso haja grande número de pessoas nestes locais, devem ser organizadas filas externas em espaços abertos, observando o distanciamento mínimo de dois metros entre uma pessoa e outra.
Apesar destas medidas, a Sicoob Credicitrus anunciou que, a partir de terça-feira (24), suspendeu os atendimentos presenciais, por quinze dias, em suas mais de 65 agências localizadas nos estados de São Paulo e Minas Gerais.
Walmir Segatto, diretor-presidente executivo da cooperativa de crédito, ressalta que todos devem utilizar-se dos meios digitais para fazerem suas transações bancárias. “Nossa missão conjunta agora é combater esse vírus, por isso, orientamos que fiquem em casa! Todos os canais digitais da cooperativa estão em pleno funcionamento para atender, diminuindo assim, a necessidade de ida às agências, reduzindo a exposição. Recomendamos que os cooperados façam uso desses canais”.
Segundo Galvão, esta ação é necessária para preservar a saúde da população. “Estamos passando por uma fase difícil, mas tenho certeza que se todos fizerem sua parte e ficarem em casa evitando aglomerações, os profissionais da Saúde Municipal, Gabinete de Gestão Integrada, demais profissionais da administração municipal e parceiros da iniciativa privada irão continuar realizando seus trabalhos”.
Na segunda-feira (23), outro decreto municipal (número 14.058), limita o acesso de apenas uma pessoa por família, de preferência fora do grupo de risco, nos supermercados, sempre que possível.
Além disso, cada estabelecimento precisa limitar o número de clientes a uma pessoa a cada 5m² da área total de circulação da loja, bem como a aquisição de produtos relacionados à saúde, à higiene e à alimentação, evitando que os estoques fiquem vazios.
A unidade bebedourense do Compre Bem afirma que está seguindo as orientações do decreto municipal, fornecendo álcool em gel para funcionários e clientes, com a higienização de carrinhos e cestos de compras. “Também estamos controlando o fluxo de entrada e saída de clientes, sendo permitido, no máximo, até três clientes, respeitando a distância de um metro na fila (do caixa) para evitar aglomeração”, ressalta o supermercado, ressaltando que há atendimento preferencial também para idosos.
Em nota, os Supermercados Savegnago informam que: “a Rede terá atendimento preferencial para idosos, das 7h às 8h, com limite de 75 pessoas. Crianças menores de 12 anos não podem adentrar ao supermercado, sendo que os demais clientes terão entrada permitida a partir das 8h, com utilização e distribuição de senhas, com limite de 168 pessoas. Não serão permitidos acompanhantes ou familiares, apenas uma pessoa terá direito a usufruir da senha”.
Quanto às compras online, a “rede Savegnago informa que devido ao grande volume de compras online, as entregas em Bebedouro estão acontecendo no prazo de até 10 dias. A rede ressalta que não está economizando esforços para atender a todos seus clientes da melhor forma possível, com ampliação de frotas e recursos humanos”, diz a nota enviada a Gazeta.
O decreto do prefeito determina ainda que “estabelecimentos de produtos de limpeza, postos de combustíveis, pet, saúde animal/insumos agropecuários, poderão permanecer em funcionamento, observadas as cautelas de higienização de produtos e equipamentos, com preferência ao sistema remoto de atendimento e entrega em domicílio. Os postos de conveniência porventura existentes nos postos de combustíveis poderão funcionar unicamente para recebimento de valores”.
Segundo apurado pela Gazeta, a rede de postos de combustíveis do Lago permanece com os horários de atendimento inalterados, seguindo as medidas de precaução com funcionários e clientes.
Já a rede de postos da Coopercitrus, alterou o horário das unidades desde terça-feira (24), para atendimento das 6h às 20h, aguardando novas orientações da ANP (Agência Nacional do Petróleo), de acordo com o diretor responsável da área.
As farmácias também seguem os atendimentos à população sem alteração, mas com atenção redobrada às medidas para não proliferação ao coronavírus.
As unidades da Drogacentro, com funcionamento das 8h às 22h, enfatiza que os funcionários estão trabalhando com a utilização de máscaras e luvas, em especial aqueles que ficam nos caixas, devido ao manuseio constante de dinheiro. “Há álcool em gel nas lojas e os clientes seguem o distanciamento de um metro para evitar aglomeração. Quando há até seis clientes dentro das lojas, é feito o controle de fluxo de pessoas”, menciona o gerente das unidades.
A Drogasil da área central estabeleceu que das 7h às 9h, tem atendimento prioritário para idosos, sendo que foi limitada a distância para atendimento no balcão e nos caixas. Os funcionários estão utilizando equipamentos de proteção individual. A unidade central funciona 24 horas.

Outras medidas
Fernando Galvão reuniu-se com integrantes da Secretaria de Saúde, Departamento de Recursos Humanos, Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Militar, Defesa Civil de Bebedouro, Tiro de Guerra, Corpo de Bombeiros e Departamento de Desenvolvimento para definir como essas forças de segurança agirão na cidade para evitar a proliferação do novo coronavírus. A reunião aconteceu, na manhã de segunda-feira (23), na sede da GCM.
O comandante da GCM, Luís André Rosa Júnior, enfatizou ser fundamental que todos estejam engajados. “Durante os diálogos foi reforçado pontos ligados ao decreto municipal nº 14.052 de 20 de março de 2020, assinado pelo prefeito Fernando Galvão, permitindo apenas a abertura de estabelecimentos de saúde em geral e serviços essenciais, como farmácias, supermercados, padarias, açougues, postos de combustíveis, hotéis, lojas pet e lavanderias, respeitando os cuidados de distanciamento. A partir desta segunda-feira (23), em caso de descumprimento do decreto, já estamos autorizados a tomar as medidas necessárias que implicarão em multa, e no caso de persistência na ação, a condução até a delegacia”.
No final da tarde de segunda, comandante André reclamava nas redes sociais que 60% das denúncias foram trotes e pede conscientização, pela seriedade que o momento exige.
De acordo com Rogério Valverde, diretor de Planejamento, as fiscalizações de estabelecimentos comerciais intensificaram-se desde a madrugada de segunda (23). “A partir de agora, a medida é endurecer o jogo, não contra o empresário, mas sim, contra o coronavírus e, para isso precisamos da colaboração das pessoas. É importante que os empresários autorizados a funcionar façam a sua parte. Os estabelecimentos que não cumprirem as medidas dos governos municipal e estadual terão suas licenças cassadas e, consequentemente, serão lacrados”, explica o diretor, completando: “A conscientização destes empresários também é de extrema importância. Na segunda (23), em vistoria no Bebedouro Shopping, por exemplo, recebemos a informação de que os dirigentes do Hotel Plaza suspenderam as atividades por decisão dos próprios administradores. Lembrando que não é permitida a abertura de bares em bairros da cidade”.
Segundo Valverde, mototaxistas podem apenas realizar a entrega de mercadorias e transporte de pessoas ligadas à área da saúde. “É uma guerra contra o coronavírus e que todos nós devemos estar unidos”, afirma o diretor de Planejamento.
Os Correios mantêm os serviços seguindo as orientações governamentais, em especial do Ministério da Saúde, para que a população não fique desabastecida, observando as condições necessárias para que o serviço postal seja prestado com segurança para os empregados e à sociedade.
Está suspensa a comercialização de selos personalizados em todo o país, devido ao fornecedor ter fechado o estabelecimento até 5 de abril.

Doação
Para colaborar com o combate à pandemia do Covid-19, a Tereos anuncia a doação de 20 mil litros de álcool líquido 70% para hospitais e postos de atendimento do SUS dos municípios onde estão as unidades industriais de açúcar, etanol e bioenergia do Grupo, na região noroeste do Estado de São Paulo.
Com a autorização da Anvisa, expedida na sexta-feira (20), a Tereos deu início à produção do álcool hidratado 70%, que será disponibilizado em embalagens de 1.000 litros, para os hospitais, e 25 litros, para postos de atendimento. Entre as instituições que receberão a doação, estão: o Hospital de Base, de São José do Rio Preto; o Hospital do Amor, de Barretos; as Santas Casas de Barretos, o Hospital Municipal de Bebedouro, Cajobi, Colina, Guaíra, Guaraci, Olímpia, Pitangueiras, São José do Rio Preto e Tanabi; e as secretarias de saúde de Guapiaçu, São José do Rio Preto, Severínia, Tabapuã e Viradouro.

 

Publicado na edição nº 10474, de 25 a 27 de março de 2020.