O acolhimento está em seu olhar

0
608
Um doce - Discreta, tímida e dona de um coração enorme, a enfermeira Michiko Yamada conta como conquistou Bebedouro e como a cidade a conquistou.

O nome já não é à toa, seus pais escolheram em reverência à imperatriz do Japão, Michiko Shõda.  Trata-se de uma grande mulher que constrói dia a dia sua história, tendo como sonho, deixar seu legado a quem o necessita, a população bebedourense. Há mais de 25 anos, atuando na Saúde Pública, confessa amar o que faz, agradece os ensinamentos que recebe explica como tornou-se uma profissional tão querida e respeitada. Tímida, discreta, apaixonada pela família e pelos amigos, esta enfermeira dá uma lição de vida, quando o quesito é o acolhimento aos pacientes.

A experiência no Japão e em um hospital referência na capital paulista, não deslumbraram esta paranaense de coração bebedourense.

Simpática, educada, meiga e de sorriso fácil, faz questão de enaltecer as pessoas que a ajudaram a seguir adiante na profissão, em uma cidade, até então, nova para ela.

(…)

Leia mais na edição nº 10225, de 3, 4 e 5 de fevereiro de 2018.