Patrimônio da Fepasa pode ser do município

0
509

Imóveis da extinta Fepasa, que estão em processo de deterioração, podem ser de Bebedouro, se a municipalidade responsabilizar-se por sua conservação.

 

Dar vida e utilização aos imóveis da extinta Fepasa, localizados na Avenida dos Antunes, hoje pertencentes à Secretaria do Patrimônio da União (SPU) é o mote que norteia a edição desta semana do Boas Compras. O vereador e presidente da Câmara Municipal, Carlos Renato Serotine, o Tota (PV), em sessão ordinária da Câmara, realizada na segunda-feira (26), defendeu a revitalização deste espaço histórico, que está em processo de deterioração crescente.
O assunto voltou à tona porque o Procurador da República, André Menezes, de Ribeirão Preto, procurou o presidente da Câmara, que luta pela revitalização do espaço desde 2001, para saber da possibilidade dos imóveis serem cedidos para uso do município, com a contrapartida da conservação do patrimônio.
A Procuradoria da República instalou inquérito cível, em virtude da reportagem da Gazeta de Bebedouro, veiculada na edição 9025, em novembro de 2009, que abordou a precária situação dos 52,7 mil itens (terrenos, prédios e vagões) da Rede Ferroviária Federal, em estado de degradação. Os presidentes da Câmara, da Acciab e da Adebe pedem a mobilização da sociedade para sugerir e fazer uso desse patrimônio histórico que a cidade pode perder.

 

(…)
Leia mais na edição n° 9418, dos dias 28 e 29 de junho de 2012.