Polícia Civil esclarece falso roubo

0
27
Fora de circulação – Menor é apreendido por tráfico de drogas, com maconha, cocaína e R$ 329, durante patrulhamento preventivo da Polícia Militar no Jardim União. (Divulgação Polícia Militar)

A Polícia Civil de Bebedouro, por meio da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) identificou que roubo denunciado por uma auxiliar de caixa, 31, em 13 de julho, seria falso. Segundo a DIG, a mulher elaborou boletim de ocorrência alegando que na noite de 12 de julho, por volta das 21h, retornava do trabalho com sua moto quando foi abordada por dois jovens em outra motocicleta, no Jardim Eldorado, que mediante violência física levaram sua moto e a bolsa com salário de R$ 1.060.

Ainda segundo depoimento da suposta vítima, sua moto havia sido abandonada pelos ladrões e encontrada por ela. Os agentes da DIG desconfiaram da veracidade da acusação, porém, mantendo a investigação em aberto, analisaram câmeras de monitoramento próximas ao local.

Os investigadores constataram “total falta de compatibilidade e concordância entre a versão noticiada pela suposta vítima e as circunstâncias posteriormente apuradas”, segundo a Polícia Civil. A auxiliar de caixa foi notificada a prestar novas declarações e ao ser confrontada, confessou o falso crime, alegando que possuía dívidas com agiotas e, por isso, vinha recebendo “insistentes cobranças e ameaças veladas”, por isso, noticiou o roubo para justificar aos familiares a ausência de seu salário.

Em linhas gerais, essa suposta vítima então esclarecera aos agentes que vinha com uma série de dívidas com agiotas pela cidade e, consequentemente, vinha também recebendo insistentes cobranças e ameaças veladas, motivo pelo qual, resolveu noticiar falsamente esse roubo para justificar aos seus familiares que teria entregue todo seu salário mensal a um determinado cobrador ou intermediário de agiota para quem devia dinheiro. Questionada pelos investigadores, ela disse que não conseguiria identificar os agiotas para quem devia, nem mesmo seus intermediários, segundo a Polícia, “de forma pouco convincente”.

O Delegado de Polícia Paulo Roberto Montelli, responsável pela DIG, diz que esse já é o segundo caso de falso roubo identificado pela delegacia, em menos de um mês. A acusada, até então tida como vítima, responderá criminalmente pela prática de falsa comunicação de crime ou contravenção.

Suspeita de furto

Na tarde da quarta-feira (21), a equipe Romu da Guarda Civil Municipal recebeu denúncia anônima de que elemento teria furtado objeto do cemitério municipal e fugido para o Distrito Industrial. Com as características do suspeito, os guardas o identificaram carregando imagem de Nossa Senhora Aparecida em bronze. O suspeito negou o furto, alegando ter encontrado o objeto, mas foi levado ao plantão policial, onde após ser ouvido, foi liberado. O fato foi registrado em boletim de ocorrência e segue para investigação da Policia Civil.

Tráfico de drogas

A Polícia Militar de Viradouro recebeu denúncia de que duas mulheres teriam embarcado em ônibus, na sexta-feira (23), sentido Ribeirão Preto, para buscar drogas. Com base nas informações recebidas, os policiais aguardaram a chegada do último ônibus vindo de Ribeirão para Viradouro. Assim que as suspeitas desembarcaram do ônibus, os policiais encontraram, escondidos em caixas de sapato, quatro tijolos de maconha e uma porção grande de cocaína. Uma das suspeitas confessou o crime de tráfico e afirmou que sua colega não sabia da existência das drogas. Após confessar o crime, ela foi autuada por tráfico de drogas e detida no plantão policial de Bebedouro.

Em patrulhamento pelo Jardim União, no sábado (24), equipe da PM viu menor em atitude suspeita, que tentou fugir ao ver a viatura, mas foi abordado. Com ele, os policiais apreenderam três pinos de cocaína, quatro porções de maconha e R$ 329. O menor confessou atuar no tráfico de drogas e recebeu voz de apreensão, que foi ratificada pelo delegado responsável pelo plantão policial. O menor está à disposição da justiça.

Veículo recuperado

No sábado (24), a GCM recebeu chamado de atendimento em propriedade rural na estrada entre Bebedouro e Taiúva, onde veículo havia sido abandonado. No local, após pesquisa veicular, foi constatado que o carro havia sido roubado exatamente um mês antes, em 24 de junho, na alameda Ouro Preto, Jardim do Bosque. O Instituto de Criminalística foi chamado para periciar o veículo, que segundo relatório, estava em perfeito estado, somente com a placa traseira arrancada e deixada no porta-malas. Os demais sinais identificadores estavam preservados. O veículo foi levado ao plantão policial e devolvido ao proprietário.

Publicado na edição 10.596, de quarta, quinta e sexta-feira, 28, 29 e 30 de julho de 2021.