Polícia Civil faz reconstituição do homicídio do ajudante de cozinha

Segundo delegado responsável pelo caso, procedimento visa identificar se autor do disparo agiu de forma culposa ou dolosa.

0
24
(Divulgação/PM)

Na manhã de 29 de outubro (quinta-feira), a Polícia Civil em Bebedouro, através da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), com apoio de agentes do Instituto de Criminalística, realizou ‘reprodução simulada dos fatos’, popularmente conhecido como reconstituição do crime, no caso do homicídio ocorrido em 17 de setembro, em empresa do ramo alimentício, na confluência entre a avenida Allan Kardec e a rua Valim, próximo ao Bebedouro Shopping, que vitimou o ajudante geral de cozinha, Devanil Gomes Ferreira, de 33 anos.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

 

Publicado na edição nº 10531, de 7 a 10 de novembro de 2020.