Prefeitura contesta vereador Bola e afirma que R$ 2 milhões não estavam em caixa

Paulo Bola enviou áudio em grupo de moradores passando a informação, mas cronologia de repasses da Caixa Econômica desmente edil, sobre galerias do Eldorado.

0
332
Cronologia de depósitos das obras no Jd. Eldorado

Em áudio, postado no ‘Grupo de Moradores do Residencial Bebedouro e Souza Lima’, o vereador Paulo Ignácio Pereira, conhecido como Paulo Bola (MDB), afirma que o ex-prefeito João Batista Bianchini, no final de seu mandato, em dezembro de 2012, deixou em caixa, recursos para as obras de instalação de galerias pluviais no Parque Residencial Eldorado.
“O Italiano saiu e deixou R$ 2,2 milhões em caixa, com uma licitação começada, para o prefeito Fernando Galvão começar as obras em 2013 e não fizeram tá… Então, começa por aí. Essas obras começam no Eldorado e vai até o Jardim Cláudia, ponto”.
Este áudio, que inclui outros assuntos como o Ecopoarque do Residencial Bebedouro, foi enviado a diretores da Prefeitura Municipal. Para, mais uma vez, esclarecer fatos, o diretor de Engenharia e Obras, Gilmar Feltrin, e o gestor de convênios, Wagner Silveira, concederam entrevista exclusiva a Gazeta.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição de nº 10425, de 7 a 10 de setembro de 2019.