Prefeitura recorre ao STJ e STF sobre precatórios do HM

0
542

A Prefeitura perdeu recurso junto ao TJ, e recorreu ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal sobre os R$ 34 milhões de precatórios do Hospital Municipal Júlia Pinto Caldeira.
O diretor Jurídico Ilário explica que a decisão desfavorável não é definitiva, porém ressalva que o precatório do HM entrou na lista de credores: “Hoje, teríamos que pagar R$ 1 milhão por mês, referentes a cada parcela, porque o prazo é somente até 2020. Se não obtivermos sucesso nestes recursos, a Prefeitura fica inviável, não haverá recursos suficientes para arcar com funcionários, manter a Saúde e a Educação”, ressalta Ilário, que ao mesmo tempo, tenta junto ao Depre, suspender a legibilidade deste precatório.

(…)

Leia mais na edição nº 10132, de 27, 28 e 29 de maio de 2017.