Presidente Cardoso afirma não ter sido arguido sobre ‘supersalários’ ou ‘rachadinha’

Gazeta entrevista professor Jorge Cardoso sobre processos relacionados às denúncias de “supersalários”, em gestões anteriores.

0
477
Questionamentos - Presidente da Câmara, Jorge Cardoso, e Chefe de Gabinete, Ricardo Casseb, afirmam que estão respeitando os apontamentos do Tribunal de Contas e tentando cessar os erros.

Em 2020, com base em matérias veiculadas nas edições da Gazeta de Bebedouro, em maio e junho, sobre supersalários praticados pela Câmara Municipal, em pelo menos cinco funções, mais altos ou próximos à remuneração do prefeito, o que é vetado por lei, o Poder Judiciário começou a investigar possíveis irregulares, inclusive a denúncia de “rachadinha”, supostamente praticada por vereadores com funcionários comissionados.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

Publicado na edição 10.613 , de 29 de setembro a 1º de outubro de 2021.