Quase 19 mil pessoas não voltaram para tomar dose de reforço

Coordenadora da Vigilância Epidemiológica diz que adesão segue baixa nas unidades de saúde.

0
96

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Thais Teixeira, mais uma vez chama atenção para o alto número de faltosos no município: “São 3.947 pessoas sem retornar para tomar a 2ª dose. Os faltosos da dose de reforço é ainda maior, 18.946 pessoas sem a aplicação. Nós temos vacinas disponíveis para este público”.

Teixeira comenta que a adesão segue baixa nos postos de saúde, mesmo com horário estendido em cinco unidades. Na Feira Livre, no domingo (13), a vigilância aplicou cerca de 186 doses: “Lembro a todos que até o final deste mês estaremos com os horários estendidos nos mesmos postinhos e na Feira Livre. A pandemia pode estar sob controle, mas ainda não acabou, precisamos nos vacinar”.

Vacinômetro atualizado pelo governo de São Paulo, às 13h, de terça-feira (15), informa 68.559 bebedourenses com 1ª dose (88,40% da população). 65.411 pessoas receberam 2ª dose ou dose única (84,34% da população) e 36.845 bebedourenses estão com a dose de reforço (47,51%).

Estudos seguem comprovando a eficácia da vacina através da Secretaria Estadual de Saúde que fez levantamento sobre os óbitos por consequências da Covid-19 de quem estaria vacinado. O número de mortes é 26 vezes maior entre não vacinados no estado de São Paulo.

O estudo foi baseado em 8.283 mortes registradas nos 645 municípios do Estado, através do sistema Sivep-Gripe, entre 5 de dezembro de 2021 e 26 de fevereiro de 2022. De todos os registros, a análise considerou 7.942 que continham preenchimento em relação ao campo de vacinação.

A conclusão é que entre os não vacinados, o número de mortes foi de 332 por 100 mil habitantes, contra 13 de quem possuía pelo menos as duas doses do imunizante. Foi apontado ainda que óbitos entre pessoas com apenas uma dose, foram 69% superiores. O governo de São Paulo anuncia também que aproximadamente 717 mil pessoas não tomaram nenhuma dose no Estado.

Novos casos

Boletim epidemiológico de Bebedouro, de terça-feira (15), informa 17.528 casos positivos para Covid-19, desde o início da pandemia. Nos 15 primeiros dias de março, a cidade registrou 891 positivados, com média de 59/dia. Em comparação com fevereiro, os números estão em queda, pois o mês passado fechou com 2.077 novos casos, significando média de 74/dia. O número de óbitos segue em 369, sem registros desde 7 de março. Boletim mostra também, 12 pessoas em isolamento e 68 aguardando resultados de exames.

Internações e atendimentos

Boletim informa 50% de ocupação dos leitos de UTI Covid, no Hospital Estadual, com cinco pacientes internados, dos 10 leitos disponíveis. Na enfermaria, são dois pacientes, com 20% de ocupação. Na rede privada, são dois pacientes em UTI’s (20% dos 10 leitos) e um em enfermaria (7% dos 15 leitos). No Hospital Municipal não há pacientes internados. Os atendimentos de pacientes com sintomas gripais somaram 209 entre segunda (14) e terça (15), sendo 118 no gripário e 91 na rede privada.

Taxa de transmissão

Em quatro dias, a taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 na regional de Barretos, a que Bebedouro pertence, caiu 18,96% passando de 0,58 na sexta (11), para 0,47 na terça (15), ocupando primeiro lugar, com menor média, entre as regionais analisadas pela Gazeta. Também houve redução nas taxas da regional de Franca, de 0,73 para 0,60 (-17,80%) e Ribeirão Preto, de 0,56 para 0,51 (-8,92%). Araraquara que vinha mantendo menor índice, teve aumento, subindo de 0,44 para 0,51 (+15,90%). São José do Rio Preto também cresceu de 0,57 para 0,59 (+3,5%).

Publicado na edição 10.652 – quarta, quinta e sexta-feira – 16, 17 e 18 de março de 2022.