“Respeito para ser respeitado”

0
337

Um repertório de vida que mereceria um livro. Francisco Blummer Baenninger Ramos Filho é o Gente desta edição, que mais uma vez presenteia os leitores com arte e bom gosto. Carinhosamente apelidado por uma das tias, logo que nasceu, de Tiacho, este ser humano, sem dúvida é dono de um talento que privilegia poucos e que também não é aproveitado por muitos. De conhecimento e reconhecimento nacional e internacional, este bebedourense de coração, desabafa ao dizer que, em Bebedouro um personagem foi criado a seu respeito e muitos deixam de contratar seu profissionalismo por rótulos já disseminados por muitos, que nem sequer o consultam: “Ouço muito que não sou mais para Bebedouro, isso me entristece. Amo este lugar, amo esta cidade. Não é a roupa ou estilo que definem o ser humano. Ouço que sou caro. Respeito para ser respeitado”. O virginiano, detalhista e exigente garante que transforma o menos em mais, e atrela bom gosto, elegância e qualidade em um só espaço, muitas vezes dentro de todos os bolsos. Tiacho confessa que um de seus grandes desafios foi trabalhar com Rod Stweart . Especial, querido e muito admirado, afirma não fazer planos: “A vida é um grande palco, um grande show, que pode acabar a qualquer momento, sem hora e local. Vivo o hoje”. Confira mais esta incrível história trazida pela Gazeta e que merece ser compartilhada.

(…)

Leia mais na edição nº 10069, de 10, 11 e 12 de dezembro de 2016.