Safra e preços elevados garantem VBP elevado em 2021

Apesar da estiagem na fase de plantio de algumas culturas, a tendência de recorde de safra não se alterou.

0
59
Recorde - Os campeões de faturamento em valores absolutos são soja, carne bovina, milho e cana de açúcar, que contribuem com 34% do VBP. (Divulgação/Mapa)

O VBP (Valor Bruto da Produção) deste ano deve ser 12,1% superior em termos reais, em relação ao de 2020, com base nos dados de abril. O valor estimado é de R$ 1,076 trilhão, enquanto o de 2020 fechou em R$ 960,2 bilhões.

As lavouras lideram o indicador, com previsão de faturamento de R$ 741,2 bilhões (+ 16%) e a pecuária, R$ 335,1 bilhões (+ 4,4%)

“A falta de chuvas no período de plantio de importantes culturas como, milho, soja e feijão, teve impactos ao prejudicar parcialmente essas lavouras. Este fato, entretanto, não chegou a alterar o caminho de crescimento da safra. Permanecem os valores que representam resultado recorde da produção em 2021”, explica José Garcia Gasques, coordenador da pesquisa e de Avaliação de Políticas e Informação do Mapa (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento).

Na maior parte dos produtos analisados houve crescimento como, algodão, + 3,7% do VBP; arroz, 4,8%; banana, 2,4%; cacau, 8,3%; cana de açúcar, 1,3%; milho, 22,7%; soja, 31,3%; e trigo, 25,4%,

Na pecuária, os melhores resultados são no segmento de carne bovina, com crescimento previsto em 10,3%, e carne de frango, com alta de 2,2%.

Os campeões de faturamento em valores absolutos são soja, carne bovina, milho e cana de açúcar. Esse pequeno grupo contribui com 34% do VBP.

“Olhando a série de dados nos últimos 32 anos, verifica-se que este ano representa recorde para as seguintes atividades: algodão, soja, arroz, milho, trigo, carne bovina e leite”, analisa o coordenador.

Gasques destaca diversos fatores responsáveis pelos bons resultados do setor de grãos. “Os mais importantes são estoques baixos, demanda internacional e preços em expansão, ealgumas incertezas com relação ao clima de países, como os Estados Unidos”.

Retrações no VBP foram observadas nas culturas de batata inglesa, café, feijão, mandioca e tomate. Carne suína e ovos também tiveram recuo.

Valores por estados

Os dados regionais do VBP mostram a seguinte classificação por estados: Mato Grosso (17,6%), Paraná (13,5%), São Paulo (11,2%), Rio Grande do Sul (10,6%) e Minas Gerais (9,8%).

De acordo com Gasques, de janeiro a março deste ano, o agronegócio contribuiu com 42,3% das exportações totais do país.

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. Calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país, dos 26 maiores produtos agropecuários do Brasil.

O valor real da produção, descontada a inflação, é obtido pelo IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna) da Fundação Getúlio Vargas. A periodicidade é mensal com atualização e divulgação até o dia 15 de cada mês.

Conectividade

Estudo desenvolvido pela Esalq/USP mostra que o Valor Bruto da Produção agropecuária pode aumentar em até R$ 100 bilhões com aumento da cobertura nas áreas rurais.

Apenas 23% do espaço agrícola brasileiro possui algum nível de cobertura por internet e, mesmo assim, o Brasil consolidou-se como potência agroambiental no cenário mundial. Com a iluminação das áreas rurais ainda sem conectividade, o Brasil passará por grande transformação na forma de produzir no campo e criará novos paradigmas para o setor. É o que demonstra estudo divulgado na quarta-feira (19), pelo Mapa, que balizará ações inéditas para ampliação da conectividade rural a partir de tecnologias de internet banda larga como o modelo satélite, cabo de fibra ótica e telecom, que inclui a nova geração 5G.

Publicado na edição 10.580, de 22 a 25 de maio de 2021