Sangue italiano

“A vida não tem sentido, nós é que atribuímos a ela algum sentido”

0
35
Dando sentido a ela – Jurandir Malerba afirma que a vida individual não tem valor nenhum, o que importa é a vida em sociedade. (Divulgação)

Vindo do Paraná chegou a Bebedouro, pequeno. Aqui, cresceu e foi modulando seus ideais. Com a vontade de expandir horizontes, prestou vestibular em Minas Gerais e seguiu alguns instintos. No meio do caminho, planos surgiram e idealizações nasceram.
Viveu uma vida de errante, entre idas e vindas: da terra mineira, seguiu para as paulistas e de lá, para terras internacionais. Sempre desconsiderando o medo do desconhecido, seu negócio era aventurar-se à procura de não sabia bem o que. O entrevistado do Gente desta semana, alcançou seus objetivos e, hoje, recluso, devido a pandemia, dedica-se a escrever.
Jurandir Malerba divide sua história com nossos leitores.

Quer ler mais? Seja assinante da Gazeta.

CLIQUE AQUI e ASSINE

Se já for assinante basta entrar com os dados abaixo.

 

Publicado na edição nº 10517, de 12 a 15 de setembro de 2020.